Novela de Fernando Colunga fracassa no México

Publicidade

1

Estreou no México, no principal canal do grupo Televisa, a mais nova telenovela do horário estrelar, a trama “Pasión y Poder” (Paixão e Poder). Exatos um mês no ar, a nova investida do Canal de las Estrelas para recuperar os índices perdidos nos últimos anos ainda não decolou.

Protagonizada por Susana Gonzáles (Ana Cristina em “No Limite da Paixão”) e Jorge Salinas (Inácio em “Mariana da Noite”), o folhetim derrubou ainda mais os índices de audiência herdados da antecessora. Nem o retorno de Fernando Colunga despertou a curiosidade do público Mexicano.

Devido ao fraco desempenho, mudanças serão feitas na trama. O produtor José Alberto Castro, o mesmo de “Teresa” e “Rubi”, dois grandiosos sucessos, já anunciou alterações no argumento. O personagem de Colunga, até então antagonista, passará a protagonista e deverá ganhar outra personalidade, tornando-se mocinho. Em pesquisas e grupos de discussões, teria sido identificado rejeição a imagem do ator como vilão por parte do telespectador.

A Televisa espera que com as modificações os índices possam subir novamente. Para se ter noção, as novelas das 19:00 e 20:00 horas alcançam próxima ou a mesma audiência da trama do horário principal, que apresenta desempenho inferior ao da antecessora “Lo Imperdonable”, considerada até então o maior fracasso de todos os tempos.

“Pasión y Puder” é remake de uma telenovela de mesmo nome, produzida originalmente em 1986 e que teve sua história escolhida através de um concurso de roteiros. Até o momento, o telespectador mexicano parece estar preferindo a original.

Compartilhar
  • Patricia Lins

    Criatura deixa de exagero! a novela está com 16 pontos de ibope. as outras não estão com muitos pontos assim. e estamos no final do ano. aff