Bonner manda Maju para cobrir COP21 e gera ciúmes entre jornalistas globais

Publicidade

0

A escalação por Willian Bonner, da moça do tempo do Jornal Nacional, Maria Júlia Coutinho para cobrir a Conferência do Clima em Paris está gerando o maior burburinho nos corredores do jornalismo da Tv Globo. Entre chefes, produtores e outros repórteres circula o argumento de que Majú trabalha muito bem em sua área que é a meteorologia mas que ainda não estaria preparada para grandes coberturas ainda mais sobre política e meio ambiente. A 21ª Conferência do Clima (COP 21) reunirá na próxima semana, líderes políticos do mundo inteiro para traçar um acordo internacional pela redução da emissão de gases que causam o efeito estufa.

Apesar da Conferência estar relacionada ao dia a dia do trabalho de Maria Júlia Coutinho, os colegas dela não teriam gostado do que está sendo chamado de ‘grande privilégio’. De acordo com o site Notícias da TV, dentre os que não gostaram da preferência de Bonner, estão produtores e até chefes da emissora. Isso porque, eles também queriam estar na viagem internacional, sentindo-se, assim, preteridos.

A ascensão da ‘garota do tempo’ tem chamado a atenção de todos. Ela ainda concorre ao prêmio de melhor jornalista da casa no ‘Domingão do Faustão’, sendo a favorita para receber a condecoração, que tem como recordista Fátima Bernardes.

A assessoria da Globo foi procurada pelo colunista do site Notícias da TV e respondeu que não é a primeira vez que uma apresentadora do “mapa do tempo” vai a um evento mundial de meio ambiente, lembrando que Flávia Freire também já fez algo parecido.

Compartilhar

Deixe um comentário