Programação da TV Bernardo Vieira

Câmera Record – 13/05/2018: “Hulk brasileiro” fala sobre seu corpo fora dos padrões

Câmera Record – 13/05/2018: “Hulk brasileiro” fala sobre seu corpo fora dos padrões

O Câmera Record, que estreia neste domingo, dia 14/05, “Hulk brasileiro” fala sobre seu corpo fora dos padrões.

O programa vai até Caldas Novas, em Goiás, para contar a história de Romário dos Santos, conhecido como “Hulk brasileiro”. Aos 28 anos, Romário tem mais de 0,60 centímetros e 1 metro e 30 de ombro. Para adquirir esse tamanho, o rapaz recorreu a um método polêmico: injetou Synthol nos músculos.

A endocrinologista Giovana Carpentieri explica: “o Synthol é um composto oleoso, 85% dele é óleo. Ele é colocado e promove um tipo de inchaço, aquele inchaço é no ato. Quanto mais você aplica, mais o músculo vai aumentando. E esse aumento não é do músculo, é da substância”.

Romário conta que sofria muito preconceito quando criança por sua pequena estrutura: “tinha um apelido que eu odiava na escola que eles me chamavam de “escorpião amarelo”, que eu era magrelo e meio pálido o rosto, era meio tipo anêmico. Eu odiava isso”. Foi nessa época que ele virou fã de um personagem que o marcaria para sempre, o Hulk.

Para sustentar a montanha de músculos, Hulk faz nove refeições por dia, à base de frango e ovo. São 25 ovos consumidos diariamente. “Sempre procuro melhorar a cada dia, procuro me superar a cada dia, entendeu?”, conta Romário.

As medidas fora do padrão dão muita dor de cabeça ao Hulk brasileiro. Romário não encontra roupa do tamanho ideal, não tem cama que caiba ele com a mulher e ainda enfrenta dificuldades para arrumar emprego. “Já recebi vários convites para trabalhar de vigilante de empresa, de segurança em evento, só que tem que ter terno e não acho terno aqui na cidade para comprar”, lamenta.

Tudo isso e muito mais você confere a partir das 23h15, logo após o Domingo Espetacular, na RecordTV.

Sobre o autor | Website

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.