Luca Entrevista Luca Moreira

“Comecei aos 5 anos na igreja”, diz Gabbi para Luca Moreira

“Comecei aos 5 anos na igreja”, diz Gabbi para Luca Moreira

Gabryele Ramos, mais conhecida como Gabbi desde pequena sonhava em ser artista, e começou a cantar aos 5 anos na igreja.

Aos 20 anos começou a lançar covers no YouTube, onde foi descoberta pelo produtor Arnaldo Saccomani, sendo esse o “start” de sua jornada profissional. Gravou a música “Sol de Primavera” para a trilha sonora da novela “Cúmplices de um Resgate” e começou a estabelecer contato com o público infanto juvenil. Gabbi é apontada como a revelação do Pop Funk de 2018 por diversos sites de música, e promete abrir uma inovação de idéias no segmento do Pop Funk.

Como aconteceu o seu primeiro contato com o mundo musical?

Comecei a cantar aos 5 anos de idade na igreja. Lá eu fazia solos, cantava em corais. Amava, mas eu queria mais! Bailarinos, banda, luzes…

No inicio de sua carreira, começou a postar covers no YouTube, chamando a atenção do produtor Arnaldo Saccomani. Conte-nos um pouco sobre como foi esse contato.

Sim… Postei um vídeo fazendo cover da música “Listen” da Beyoncé com apenas piano e voz, com isso consegui ser notada pelo SBT, que me chamou pra fazer parte de um quadro musical em um programa da emissora, e com isso ganhei a atenção do Arnaldo Saccomani, onde me sinto lisonjeada, pois ser apadrinhada por um dos produtores mais rígidos e mais renomados do Brasil, não é pra qualquer um.

Participando da trilha sonora de “Cúmplices de Um Resgate” com a música “Sol de Primavera”, como foi gravar esse single para a novela?

Eu nem acreditei quando recebi o convite… Foi maravilhoso e um momento único, me motivou ainda mais a correr atrás dos meus sonhos.

Fale um pouco sobre sua relação com o DJ Batutinha.

Eu sempre quis conhecer o Batuta… Sempre quis produzir algo com ele, era um grande sonho. Ele é incrível como pessoa e um gênio produzindo. Acabou que virou meu produtor e empresário.

Que conselho daria para alguém que queira ingressar no meio musical?

Primeiro de tudo: Ter certeza se realmente é isso que quer. Segundo: Descobrir sua identidade musical. Terceiro: Tem que correr muito atrás… Tirando isso, aquele clichê que é extremamente essencial: Pés no chão, foco e determinação! Nunca desistir.

Qual foi sua inspiração para a música “Discretamente”, responsável por lançar sua carreira na música?

Queria fazer algo meio que “Livinho de saia”… Busquei referências em Ciara e Justin Timberlake, do clipe “Love Sex Magic” que eu amo demais! A Ciara é uma genia, com o Justin então, ficou fora do normal de maravilhoso.

O que a inspirou a lançar “Sai de Mim” e “Me Deixa”?

“Sai de mim” foi uma história real que aconteceu comigo, comecei a escrever e falei também com alguns parceiros e saiu minha primeira música pro público. Já “Me deixa” foi um convite do meu amigo DJ Detonna, a música é dele, e por eu querer mostrar que nós mulheres podemos ter nossas próprias escolhas e sermos livres, que a gente pode, eu aceitei gravar essa música que está tocando em várias rádios do Brasil.

Com tantos gêneros presentes na industria musical, o que a fez escolher o funk como estilo? E qual a importância que ele tem na sociedade hoje em dia?

Então, eu sempre gostei das batidas do funk! Não podia ouvir que já estava me mexendo. Eu sou de Bangu né meu amor! Sempre gostei de cantar e dançar. Resolvi unir o útil ao agradável. Funk é pop, popular e eu quero cantar também o que a galera gosta de dançar, pra dançar e cantar junto comigo. O funk fez parte da minha infância e faz até hoje. Resumindo, eu amo o funk.

Quais são suas inspirações na música?

Nossa, não tenho poucas, mas são: Beyoncé, Rihanna, Maria Carey, Ciara, Anitta, Ivete Sangalo, entre outros da Black music…

Deixe uma mensagem.

Você é o que escolhe ser. Então corra atrás dos seus sonhos, nada vem numa bandeja. Se você não levantar, o seu sonho não vai se realizar. Levanta da cadeira, pois você tem que andar com as suas pernas, pois as pernas dela, não se mexem.

Sobre o autor | Website

Luca Rocha Moreira, nascido na manhã de 14 de maio, 1998 na cidade de Niterói, filho de Lucia Maria Rocha e Luiz Carlos Falcão Moreira, um designer gráfico que morreu em 2012 vítima de câncer de pulmão. Em 2008, ele foi morar com sua mãe e seu padrasto, o veterinário Vladimir Fernandes, que já era pai de seu irmão Eduardo Rocha, e que alguns anos depois adotou sua irmã mais nova, Camila, em Macapá. Além desses dois, Luca também é irmão de Leonardo e Alexandre Tristão. Seu avô materno era comissário de bordo da Varig, falida em 2006. Iniciou o ensino médio na Escola Técnica Estadual Henrique Lage, onde cursou o técnico integrado em engenharia naval. Em 2015, Moreira começou a fazer um curso de formação de atores profissionais, fazendo testes em aula como ''Navalha na Carne'' do autor Plínio Marcos. Mas depois de cinco meses de treinamento, ele começou a ter problemas com sua classe, pois incomodou seus colegas por não serem tão fáceis de incorporar seus personagens na primeira vez, o que o deprimiu. Ele teve aulas com o professor e ator profissional Alécio Abdon, que participou de algumas novelas da Rede Globo. Sua base de estudos foi através do dramaturgo russo Constantin Stanislavski. Atualmente estudando jornalismo na Universidade Estácio de Sá, iniciou seus estudos acadêmicos em março de 2018, antigamente no curso de publicidade, mais no segundo período, decidiu se mudar para o jornalismo, analisando contato e sua facilidade na área. Lá ele também participou de projetos estudantis, como ter entrado como editor do principal jornal interno da faculdade, ''O Estaciente''. Ali publicou vários artigos que escreveu, como os de Rodrigo Tardelli e Babi Xavier. Em seu tempo no jornal interno da universidade, ele teve a oportunidade de experimentar outros assuntos fora do mundo artístico e celebridades, como as eleições presidenciais no Brasil em 2018, onde ele foi responsável por escrever sobre os quatro candidatos que lideravam a presidência: Jair Bolsonaro, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. Em março de 2016, Luca foi descoberto em sua página no Facebook, no qual veio a mudar de assunto várias vezes, escrevendo assuntos como esportes, nutrição e por fim, sobre cultura, por esse assunto, Moreira foi descoberto por uma produtora de teatro profissional localizada na Barra da Tijuca, onde foi convidado para fazer seu primeiro estágio, ainda cursando o ensino médio. Seis meses depois, fez um acordo para divulgar o filme ''O Grande Circo Místico'', dirigido pelo premiado diretor Cacá Diegues, que por causa de um problema, o fez renunciar a sua posição. Naquela época, Luca conhecia seus primeiros contatos com o meio profissional, como a atriz Rayssa Bratillieri, que mais tarde fez a personagem Pérola Mantovani em “Malhação – Vidas Brasileiras”. Primo dos atores Giulliana Succine e Miguel Rivas, sempre ajudou Giulliana com sua assessoria, que em dezembro de 2017, se juntou a Esdras Ribeiro, que na época possuía um conjunto de sites, onde ele começou a escrever seus primeiros assuntos como colunista. Sua primeira tentativa de escrever uma entrevista foi com o ator Pedro Carvalho, que estava no auge de sua carreira com a novela ''Escrava Mãe'', exibida pela Record TV. Seu primeiro artigo profissional foi lançado no dia 30 de janeiro de 2017, quando conheceu a atriz Malu Falangola, que estava na Rede Globo naquela época. Após uma curta temporada como o extinto ''Almanaque Mídia'', ele recebeu a infeliz notícia de que o portal estaria fechando devido a problemas de gestão. Uma semana depois, Daniel Neblina, um jornalista de Brasília que já estava o observando, o chamou para entrar no ”RegistroPOP'', onde ele teve o reconhecimento de seu trabalho decolando com artistas como Adriano Alves, Larissa Manoela, Thomaz Costa, Larissa Maciel, Sophia Abrahão e Lua Blanco. Em 11 de maio de 2018, depois de ficar mais de um ano na redação, ele já havia feito história em mais de 9 portais diferentes. Em março de 2018, iniciou sua carreira internacional, quando entrevistou a cantora americana Megan Nicole, de quem gostava desde a infância. Um tempo depois veio a atriz Violett Beane, estrela da série ''The Flash''. Cinco meses depois da entrevista com Beane, conheceu através do Facebook, a atriz Chloe Lang, que entre os anos de 2013 e 2014, interpretou a personagem Stephanie Meanswell na série infantil LazyTown, exibida pelo Discovery Kids, indo ao ar em setembro daquele ano.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.