Programação da TV Bernardo Vieira

Como Será? – 05/05/2018: último episódio de “Expedição Digital”

Como Será? – 05/05/2018: último episódio de “Expedição Digital”

No “Como Será?” deste sábado, dia 05/05, último episódio de “Expedição Digital“.

A economia compartilhada – prática que vem ganhando força no Brasil – é tema do último episódio do quadro ‘Expedição Digital’, no ar este sábado, dia 5, no ‘Como Será?’. Renato Cunha apresenta sites e aplicativos que estão facilitando a divisão de bens e serviços, criando formas de consumo mais conscientes.

Diante de um volume de compras ainda muito grande de roupas e acessórios, vem crescendo o número de dispositivos que promovem trocas de usados. O repórter conversa com a idealizadora de um site de compra e venda que tem aproximadamente quatro milhões de produtos cadastrados e realiza, em média, 150 mil transações por mês.

Renato também explica o funcionamento de um site de troca de brinquedos. Para estimular as primeiras transações, os produtos são convertidos em uma moeda virtual. O terceiro exemplo é uma biblioteca virtual, onde os usuários cadastram os livros impressos que querem emprestar e buscam os títulos que desejam ler.

O repórter Rogério Coutinho explica o que são relacionamentos tóxicos. Ele conversa com a psicóloga Eliane Cotrim Levcovitz sobre os diferentes tipos de pessoas tóxicas, que podem ser nossos amigos, familiares, parceiros amorosos e de trabalho.

A profissional ensina como identificar e se prevenir destes tipos de relação. A reportagem também mostra uma empresa que vem tomando iniciativas para combater a toxicidade no ambiente de trabalho.

A série ‘O que você pode fazer hoje pelo amanhã’, que apresenta iniciativas individuais alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, exibe a história do mecânico Alfredo Moser, de Uberaba.

Ele criou uma lâmpada feita com elementos simples para atender as regiões onde a energia elétrica não chega. Para isso, usa uma garrafa de plástico, um pouco de água sanitária e dois litros de água pura. Sua criação equivale a uma lâmpada tradicional de 40 a 60 watts de potência, dependendo da hora do dia e da posição do sol.

No ‘Hoje é dia de… tirar leite de pedra’, Alexandre Henderson explica a origem da expressão e mostra diferentes formas de utilizar uma pedra. Ele apresenta uma ex-empregada doméstica que hoje vive com o dinheiro de sua empresa de demolição e um homem que tira comida de pedra – ele a utiliza para fabricar sorvete. No Museu de Geociências da USP, Alexandre tenta descobrir a real possibilidade de extrair algum líquido delas. Será que ele consegue?

O programa vai ao ar a partir das 07h na Globo.

Sobre o autor | Website

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.