Famosos Autor

Conheça a trajetória de João Guilherme Ávila, um dos maiores sucessos da nova geração

Conheça a trajetória de João Guilherme Ávila, um dos maiores sucessos da nova geração

Considerado um artista completo pelo público, João Guilherme Ávila de 16 anos, possui uma trajetória artística enorme, com trabalhos na área da dramaturgia, música, literatura e também na plataforma do YouTube.

Iniciou sua carreira aos 7 anos com o curta-metragem “O Vento” do diretor Márcio Salem, onde pode contracenar com Vivianne Pasmanter, Zé Carlos Machado e Débora Duboc. Em 2015, ingressou na televisão através da novela “Cúmplices de Um Resgate”, onde deu vida ao personagem Joaquim Vaz.

Filho do cantor sertanejo Leonardo, João seguiu os caminhos do pai. No final do ano de 2015 lançou suas duas primeiras músicas e em seguida seu primeiro álbum: “Tudo é Você”, que logo deu origem a sua primeira turnê.

Considerado pela Revista Forbes um dos destaques da lista dos 91 brasileiros abaixo dos 30 anos que fazem a diferença, Ávila já tem no currículo 6 filmes, 3 trabalhos na televisão e 2 livros. Atualmente se encontra como o personagem Luca Tuber em “As Aventuras de Poliana” e Slack TomTompson no filme “Tudo Por Um PopStar”, que estrará em breve.

Quando foi que seu interesse pela carreira de ator começou?

Meu interesse pela carreira de ator começou quando eu atuei pela primeira vez. Eu não conhecia o que era atuar, não sabia como que era a experiência e eu realmente comecei a gostar e me apaixonei por atuar na primeira vez que eu fiz um trabalho que foi o meu curta “O Vento” quando eu tinha 7 anos.

Em setembro de 2015 estreava nos cinemas “Entrando numa Roubada” do diretor André Moraes. Como foi contracenar com a atriz Deborah Secco?

Eu lembro que foi bem legal contracenar com ela. Ela é super gente fina… tinha um elenco muito forte e todo mundo era muito gente fina. Muito receptivos, trocaram ideia comigo e acho que eles puderam me ajudar demais em tudo, eu acho que ficou um trabalho bem bacana.

Seu primeiro projeto na televisão foi em “Cúmplices de Um Resgate”, onde viveu Joaquim Vaz. Fale um pouco sobre sua experiência na novela.

A novela foi uma experiência totalmente diferente pra mim, porque eu nunca tinha feito novela, nunca tinha trabalhado em televisão, no ritmo que é e eu curti demais gravar. Foi uma experiência onde eu pude conhecer muitas pessoas, aprender muito como ator, como profissional, acho que é o tipo de experiência que fica pra sempre!

Como foi que a música passou a fazer parte da sua vida? Recebe muita motivação da família?

Acho que a música começa a fazer parte da vida de todo mundo quando a gente nasce. Desde sempre a música faz parte. E eu sempre gostei muito e graças a Deus a minha mãe sempre colocou muito isso na minha vida, a família por parte de mãe, por parte de pai… vó, tio… e eu acho que começou a ficar bem mais forte quando eu entrei na novela. Eu comecei a trabalhar com a música também por conta do Joaquim que era meu personagem. Ele era guitarrista, tinha banda, então tudo ficou um pouco mais forte em 2015.

O que levou você a lançar o livro, “João Guilherme: Na Estrada”?

A gente decidiu lançar o ‘João Guilherme na Estrada’ porque muitas fãs queriam saber um pouco mais sobre como era, como tudo acontecia… E as únicas pessoas que sabiam 100%, desde hotel até backstage e shows, eram eu e minha vó. Decidimos contar isso no livro e no livro a gente traz também relatos de outras pessoas… Pessoas que assistiram os shows, que trabalharam comigo… é um livro dessa minha parte musical.

Qual foi sua inspiração para compor a música “Ela”?

“Ela” não é uma música que tem exatamente uma inspiração, uma pessoa, mas toda música conta uma história, nem que seja fictícia ou não, mas “Ela” conta sobre um menino apaixonado e “Ela” não tem nome… Ela é ela rs

Como foi participar da dublagem de “O Reino Gelado – Fogo e Gelo”?

Participar da dublagem do Reino Gelado foi bom demais. Foi a primeira vez que eu dublei uma animação, já tinha feitos testes, mas foi a primeira animação que fui convidado para fazer e eu curti muito pôr a voz em num personagem.

Sobre seu mais recente trabalho no cinema, “Tudo Por Um PopStar”, como andam suas expectativas para o lançamento? E como está sendo trabalhar com Maisa Silva, Klara Castanho e Mel Maia?

Tô muito ansioso para o lançamento. Já era para ele estar estreando agora em julho, mas agora passou para outubro, mas sem nenhum problema porque sei que tudo foi pro melhor do filme porque ia ter Copa e etc… Todo mundo que já assistiu o trailer, falou que o filme tá muito da hora, que tá muito bacana… E é uma delícia poder trabalhar com a Maísa, com a Klara e com a Mel, são três garotas fantásticas, muito amigas minhas e muito talentosas. Foi uma diversão, curti demais gravar!

Em dezembro do ano passado, ocorreu o lançamento de “Fala Sério, Mãe!”, onde deu vida ao personagem Nando. Como foi trabalhar com Ingrid Guimarães?

Foi uma comédia né. Eu acho que trabalhar com a Ingrid Guimarães é tipo um filme de comédia. Eu acho que se a qualquer momento alguém tivesse filmando era sucesso de bilheteria. Ela é muito o que ela é! Engraçada demais, gente finíssima, trata todo mundo bem, estava sempre com a gente nas cenas… Sabe o que eu achei fantástico dela? É que não só atua como ela também fez muita coisa do roteiro do filme, ajudou em muita coisa e eu acho que uma das melhores coisas do cinema é que a gente pode ter a oportunidade de trabalhar com uma galera muito da hora, muito talentosa e que ensina muito pra gente.

Como está sendo participar de “As Aventuras de Poliana”?

Tá sendo muito bom gravar “As Aventuras de Poliana”. Tá sendo também a primeira vez que eu estou fazendo um trabalho paralelo à história na TV. Já gravamos a parte das mídias digitais do SBT. O Luca é um personagem muito legal, fiquei muito feliz de terem me escolhido para esse personagem. Acho que a galera tem muito que conhecer do Luca, Daqui a pouco já estamos no ar!

No ano passado, a Revista Forbes o divulgou como um dos destaques da “Under 30”, uma lista em que apresentava 91 brasileiros que antes dos 30 anos faziam a diferença no país. Como foi receber essa homenagem de uma das revistas que é considerada uma das mais conceituadas no segmento?

Esse dia foi louco… Eu lembro do dia que saiu essa publicação, posso dizer que me senti um tanto quanto importante e eu achei legal demais porque a Forbes é uma revista muito bacana e conceituada. Foi uma homenagem muito bacana e o legal é que eu vi vários amigos meus ali… Foi um momento da hora!

De onde veio a ideia de criar o canal no YouTube?

O canal do YouTube começou quando a gente estava no início da novela. A novela Cúmplices de um Resgate deslanchou um monte de coisas. Percebemos que o canal no YouTube era uma maneira de estar bem perto das pessoas. Então criamos ele pra poder se aproximar mais da galera, esse foi o principal intuito.

Deixe uma mensagem.

Olá galera! Continuem me acompanhando se não me acompanham conheça um pouco mais sobre o meu trabalho. Seja na TV no YouTube, na música… Estamos com um trabalho legal em todas as áreas, um trabalho diferenciado que acho que vale a pena dar uma conferida. Beijos e abraços!

Divulgação

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.