“Conversa com Bial” 25/05/2017 – Caco Barcellos

Publicidade

0
Foto: Divulgação

No “Conversa com Bial” desta quinta-feira, dia 25/05, Pedro Bial recebe Caco Barcellos pode ser considerado um baú de aventuras e memórias.

Recém-chegado de uma reportagem em Anapu (PA), Caco se desculpa pelo resfriado. “A voz está mais para Cid Moreira”, brinca. Há 35 anos na Globo, o jornalista relembra seu primeiro teste para trabalhar na emissora, marcado pela cobertura de uma manifestação na região do ABC (São Paulo). “Estava bem tranquilo”, ironiza.

Ao falar sobre a juventude de Caco, seu melhor amigo de infância, Neneli, mostra fotos antigas em um vídeo exibido no telão. Aos 10 anos, o menino de Porto Alegre era apaixonado por futebol e estudava na escola pública de uma região pobre e marcada pela violência. “Ganhei meu primeiro kichute na escola”, conta Caco. Segundo ele, seus primeiros livros vieram de um primo, o único da família a cursar uma faculdade. Surgiu, assim, a paixão pela leitura.

Os três livros de não ficção publicados mostram a sede de Caco pelo jornalismo e pela arte de contar histórias. Bial relembra um episódio do ‘Profissão Repórter’, exibido em 2009, no qual Caco foi ao sertão do Ceará conhecer as dificuldades de uma menina de 12 anos que nunca havia ganhado um presente de aniversário. Para o jornalista, a função que exerce é nobre, pois permite aprender com cada entrevistado: “Se sair na rua com a alma aberta, você ouve belas histórias”.

Aplaudido com carinho pela plateia, Caco afirma que se lembra de cada um dos mais de 50 jovens repórteres que passaram pelo ‘Profissão Repórter’. Ele acredita que o programa contribui para que a sociedade entenda, cada vez mais, os bastidores da profissão, e afirma que prefere estar no Brasil a ser correspondente internacional.

O programa vai por volta das 00h20, logo após o “Jornal da Globo”.

Compartilhar
Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário