Elvis recebe homenagens nos 38 anos de sua morte

Publicidade

0

(ANSA) – Estão oficialmente abertas as celebrações para relembrar o grande Elvis Presley, que morreu há 38 anos, no dia 16 de agosto de 1977. As comemorações acontecerão principalmente em Graceland, a famosa mansão do rei do rock’n’roll situada perto de Memphis, e em Tulepo, no Mississipi, onde o cantor nasceu e, há poucos dias, foram expostas duas novas estátuas suas.

Uma das homenagens mais notáveis deste ano é a do selo comemorativo “Forever”, que começou a ser vendido nesta quinta-feira, dia 13, e foi lançado como parte da iniciativa “Music Icons” (“Ícones da Música”), do serviço de correios norte-americano. O selo mostra um Elvis jovem, em uma foto em preto e branco, e com seu autógrafo em dourado. Quem apresentou a estampa à imprensa foi a ex-mulher do astro do rock, Priscilla Presley.

Já na histórica casa perto de Memphis, onde até o jato particular do artista está “estacionado”, ocorrerá, ainda nesta quinta, um leilão de 174 objetos pessoais do cantor. Entre os itens estão uma pistola, a jaqueta usada por Elvis no filme “Viva Las Vegas” e um anel rosa que ele presenteou a um amigo desconhecido.

O valor de cada objeto é estimado em até US$ 30 mil, e o leilão deve ter uma participação maciça, com a presença de muitos norte-americanos e estrangeiros. Segundo a curadora do evento, Laura Pickett, os lances para cada pertence começaram a ser computados pela internet há cerca de uma semana. Além disso, com as comemorações, chega às livrarias “Taking Care of Elvis… Memories with Elvis as his Private Nurse and Friend”, livro escrito pela enfermeira do cantor em Graceland, Letetia Henley Kirk, de 1972 até sua morte.

Compartilhar

Deixe um comentário