Em Foco: “As 10 melhores canções de todos os tempos”, segundo a Revista Rolling Stone

Publicidade

0

Rolling Stone é uma conceituada revista norte-americana destinada à cultura popular. Em 2005 foi publicada pela revista uma lista contendo “as 500 melhores canções de todos os tempos”, as escolhas das músicas foram feitas por pessoas ligadas a indústria musical.

Conheça agora ou relembre as dez canções mais bem colocadas, de acordo com a divulgação.

1º – Like a Rolling Stone – Bob Dylan

Like a Rolling Stone foi a música carro-chefe do sucesso de Bob Dylan. Em 1966 o artista revelou que estava prestes a desistir da carreira e que, graças à canção, não o fez: “Na última primavera, eu achava que ia parar de cantar. Estava muito drenado, e como as coisas estavam indo, era uma situação muito chata… Mas Like a Rolling Stone mudou tudo”. À grosso modo, Like a Rolling Stone é uma canção feroz, nascida pós-guerra e inspirada pela franqueza constantemente presente na personalidade nada comum de Dylan. A canção alcançou um marco, sendo sucesso desde seu lançamento até os dias atuais, mais de 50 anos depois.

2º – (I Can’t Get No) Satisfaction – The Rolling Stones

O posto de segundo lugar é nada menos que da banda inglesa The Rolling Stones. Os “Dinossauros do Rockganharam a posição por (I Can’t Get No) Satisfaction. O clássico da banda foi lançado em 1965 e já transcendeu o tempo. É impossível de ouvir os versos do single e não cantarolar, enquanto o riff provoca uma tempestade à flor da pele.

Imagine – John Lennon

De longe, é a minha música preferida na vida. Para os críticos da Revista, Imagine é terceira melhor canção de todos os tempos. Escrita e interpretada por John Lennon, a música com versos sobre paz e amor foi uma das mais executadas no século 20. Célebres nomes da música mundial como Madonna, Elton John, Stevie Wonder, Lady Gaga e outros, já fizeram questão de interpretar a canção e, anualmente, a mesma é tocada antes que a Bola da Times Square caia em Nova York, celebrando a festa de Ano Novo.

4º – What’s Going On – Marvin Gaye

“Everybody thinks we’re wrong. Oh, but who are they to judge us, simply because our hair is long? […] What’s going on?”, com esses questionamentos de cunho político, What’s Going On, foi escrita por Marvin Gaye juntamente com Renaldo Benson e Al Clevelan, e lançada no ano de 1971 por Gaye. Com uma composição de ritmos que incluem o jazz, soul e até a música clássica, a inspiração da canção foi um caso real de violência policial que aconteceu nos Estados Unidos, em 1960. O forte apelo contido nos versos e a excelente interpretação de Marvin, fizeram da música um sucesso comercial e lhe rendeu a quarta colocação no ranking da Rolling Stone.

5º – Respect – Aretha Franklin

Respect foi gravada originalmente pelo cantor norte-americano Otis Redding, porém só se popularizou em 1967, com a regravação de Aretha Franklin. Dona de uma voz incomparável e hoje consagrada por hits como “I Knew You Were Waiting (For Me) – em parceria com George Michael” e “Until You Come Back to Me”, Aretha foi responsável por colocar a música no topo da Billboard Hot 100 da época. A canção apareceu, ainda, em dezenas de filmes e seriados da TV norte-americana e ainda hoje ocupa uma boa posição nas rádios dedicadas às canções antigas. Nada mais justo que a rainha da música negra ocupe seu espaço aqui, não é?

6º – Good Vibrations – The Beach Boys

Com uma perfeita harmonia vocal e uma característica letra do que há de melhor no pop rock, Good Vibrations, dos The Beach Boys foi composta por Brian Wilson e Mike Love, dois dos principais integrantes da banda. A música chegou a ser elogiada por John Lennon e Paul McCartney que, na época, enviaram uma carta parabenizando o grupo pelo “tão bom trabalho”.

7º – Johnny B. Goode – Chuck Berry

Uma das mais conhecidas músicas de rock and roll da história e, também, uma das mais regravadas, rendeu ao seu compositor e intérprete, o lendário Chucky Berry, o título de 5º melhor artista da música e o de 8º melhor guitarrista do mundo pela mesma revista. Johnny B. Goode é, sem dúvidas, o single que possuiu a mais famosa introdução de guitarra da história musical, além de possuir uma letra animada que conta a vida de um aspirante a cantor.

8º – Hey Jude – The Beatles

Apesar de ter sido composta apenas por Paul McCartney, a música é creditada também a John Lennon. A letra até hoje recebe várias interpretações por partes dos fãs, no entanto, o que se sabe é que a inspiração inicial foi a separação de John e Cynthia Lennon. McCartney, em sua condição de amigo do ex-casal fizera uma visita a Cynthia para oferecer seu apoio. “Eu achei que como amigo da família eu poderia ir a casa deles dizer que tudo ficaria bem, tentar animá-los e ver como estavam. Eu dirigi cerca de uma hora. Eu costumava desligar o rádio nessas viagens e cantarolar, vendo se conseguia compor canções. Então comecei a cantar – ‘Hey Jules – don’t make it bad, take a sad song, and make it better’ – como uma mensagem de esperança para Julian. Tipo, ‘qual é cara, seus pais estão se divorciando, sei que não esta feliz, mas você ficará bem.’ Depois eu mudei o nome de Jules para Jude, que era um personagem em Oklahoma! e eu gostei do nome”, explicou o ex-Beatle posteriormente.

9º – Smells Like Teen Spirit – Nirvana

O primeiro single do clássico álbum Nevermind, Smells Like Teen Spirit, consagrou a banda grunge Nirvana. O sucesso, ainda que inesperado, levou o compacto ao topo de vendas em 1992, sempre com destaque para a música carro-chefe que abria o disco. Com uma pegada criativa, o hit possui um revezamento sonoro, alcançando frequências de tons baixos e altos. A música é, ainda hoje, considerada um hino.

10º – What’d I Say – Ray Charles

Em 1962, Ray Charles ganhava o seu primeiro disco de ouro pelo álbum “What’d I Say”. O disco continha uma canção de mesmo nome, canção essa que o levaria ao topo das paradas e consagraria o cantor de R&B. A música é composta ainda de gêneros como o soul, música gospel e rock and roll.

Compartilhar

Deixe um comentário