Escritor da Marvel Comics não fica feliz com Guardiões da Galáxia 2

Publicidade

0

Steve Englehart, escritor da Marvel Comics, teve um pouco de problema com Guardiões da Galáxia 2. A sequência bem-recebida introduziu Mantis (Pom Klementieff), uma assistente que serve a Ego (Kurt Russell), mas Englehart disse que ela não é a personagem que melhor representa a criada em The Avengers # 112 .

“Bem, eu não estava feliz com a representação de Mantis. Esse personagem não tem nada a ver com Mantis”, explicou. “Vou dizer que eu gostei do filme no geral, mas o fato é que ela não a Mantis que eu esperava”.

“Eu realmente não sei por que você iria tomar um personagem que é tão distinto como Mantis e, fazer um personagem completamente diferente e ainda chamá-la Mantis. Isso eu não sei.”

Nos quadrinhos, Mantis é uma mulher humana criada por um grupo Kree como a potencial mãe de seu Messias Celestial. Depois que a treinaram, suas memórias foram apagadas e ela foi enviada ao mundo, encontrando-se com os Vingadores.

Ela acabou se juntando à equipe antes de perceber seu verdadeiro propósito na vida e deixar de se tornar a Messias Celestial, um enredo que foi envolvido por Englehart no início de 2000 com Avengers: Celestial Quest.

“Eu não estava impressionado com o que eles fizeram com o Mantis, mas a Mantis na tela foi divertido, eu gostei dela, mas isso não é Mantis”, acrescentou Englehart.

“Acho que a Marvel tem sido bastante aberta em relação a esse tipo de coisa, ou eu provavelmente deveria creditar a Disney por isso. Eles foram bons sobre esse tipo de coisa, então eu estou feliz quando isso beneficia os criadores, não apenas para eu mesmo, mas para qualquer um. “

Guardiões da Galáxia 2 ainda está em cartaz nos cinemas em todo o mundo.

Compartilhar

Deixe um comentário