Especial inédito investiga a prisão de O.J. Simpson por assalto à mão armada

Publicidade

0
Foto: Divulgação

O A&E estreia no dia 24 de fevereiro o especial O.J. Simpson: Culpado (O.J.: Guilty in Vegas), que conta toda a história sobre a segunda prisão que levou à condenação de O.J. Simpson por assalto à mão armada. A produção revela novos detalhes de gravações em áudio, incluindo o interrogatório do caso e mensagens de voz do próprio O.J., bem como documentos inéditos e entrevistas exclusivas – com a juíza Jackie Glass, o detetive chefe de Las Vegas, hoje aposentado, Andy Caldwell, e o promotor David Roger, que ajudou a levar Simpson à justiça.

Em 2007, anos depois do famoso julgamento que o declarou inocente do assassinato da esposa Nicole Brown e do amigo dela Ronald Goldman, O.J. Simpson foi preso por assalto à mão armada. Em formato de documentário, o especial inédito analisa os novos detalhes e revelações do caso que colocou o ex-atleta, um ídolo nos Estados Unidos, atrás das grades. Os telespectadores serão levados para a cena do crime, no quarto 1203 do Palace Station Casino, em Las Vegas, a audiência de liberdade condicional e para dentro da mente de O.J. Simpson.

O.J. Simpson: Culpado apresenta ainda entrevistas adicionais com os detetives Eddie LaNeve e Linda Turner e com o sargento Rod Hunt. Tom Riccio, o intermediário no assalto entre Simpson e as vítimas, fornece detalhes inéditos sobre o caso e novas informações sobre o agente de fiança de O.J., Miguel Pereira. Além disso, o psicólogo forense Dr. Robert Schug analisa o comportamento de Simpson, enquanto cada detalhe é revelado, para construir um perfil psicológico convincente e baseado em fatos. O especial examina o estado da mente de O.J. e como isso afetou a maneira como a polícia de Las Vegas conduziu seu caso.

Após cumprir nove anos, O.J., condenado a 33 anos, ganhou liberdade condicional em 2017.

Compartilhar
Nasceu no dia 14 de maio de 1998, na cidade de Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, filho do designer gráfico Luiz Carlos Falcão Moreira (1945 - 2012) e de Lucia Maria Rocha da Silva. Seu pai morreu vítima de um câncer pulmonar no dia 8 de outubro de 2012. Hoje, Moreira vive com sua mãe e seu padrasto, o médico veterinário Vladimir Fernandes da Silva. Cursou técnico em engenharia naval entre os anos de 2015 á 2017 na Escola Técnica Estadual Henrique Lage. Cursando publicidade e propaganda na Universidade Estácio de Sá. Começou a carreira na área de comunicação social em jornalismo, através do extinto site ”Almanaque Mídia”. No dia 30 de janeiro de 2017, publicou sua primeira matéria profissional com a atriz pernambucana Malu Falangola, quem estava no auge na época por causa da novela “Malhação”, da Rede Globo. Após ter lançado outras matérias com Érika Januza, Fernanda Concon e outros artistas do SBT, Moreira recebeu a notícia do cancelamento do portal. Uma semana depois recebia o convite do jornalista Daniel Neblina, editor-chefe do RegistroPop em Brasília, lugar por onde permaneceu durante mais de um ano, até o dia 11 de maio de 2018, quando o portal mudou o editorial. Com mais de 100 exclusivas assinadas no seu primeiro ano de estreia, hoje é editor e colunista no N10Entretenimento, MinitoLivre e mais posteriormente no site de música CentralBrasil. No caso do MinitoLivre, passou em 2017, dois meses fora da redação, até que o atual proprietário, Leandro Mendonça, decidiu retornar com Moreira. Atualmente, também está envolvido com os portais “TudoInformation”, “BreakTudo” e com a organização do “BreakTudo Awards”. Seu principal segmento é de entretenimento e celebridades. O mês de março de 2018 marcou o início de sua carreira internacional, quando fechou uma parceria com a STATUS-PR, uma agência de comunicação em Los Angeles. A primeira matéria foi com a cantora Megan Nicole, logo depois, a parceria deu frutos a Lindsay Morgan e Violett Beane, protagonistas da série The Flash e The CW 100.

Deixe um comentário