Curiosidades Luca Moreira

Fabiano de Abreu explica questão da verificação no Instagram

Fabiano de Abreu explica questão da verificação no Instagram
Entrevista com CEO da MF Press Global, Fabiano de Abreu, tiramos algumas dúvidas de usuários que queiram adquirir o tão sonhado selo de verificação.
Proprietário da empresa MF Press Global, Fabiano de Abreu é considerado por jornalistas nacionais e internacionais como o recordista na criação de personagens para imprensa.
Em entrevista com o assessor de imprensa, jornalista, filósofo e também escritor sobre a febre do selo de verificação, tão desejado por influenciadores digitais, empresas e pessoas públicas na rede social. A necessidade do selo de verificação, aquele selo azul no Facebook e Instagram parece diferenciar as pessoas nesse mercado concorrido de “influencers” e pessoas que buscam notoriedade.
Fale um pouco sobre o seu trabalho e a sua empresa Sou assessor de imprensa e ‘personal branding’. Eu crio personagens e dou notoriedade a ele, protegendo-o e trazendo relevância à sua imagem com credibilidade e respeito, para que traga um resultado financeiro e popularidade com admiração.
Um ‘personal branding’ faz o que exatamente? Faço um mapeamento do cliente, sua vida, história, talentos e aptidões. Tem muito o lado psicológico para traçar um perfil que tenha boa aceitação pública. Não escrevo artigos que não possam atrair notoriedade com admiração. O objetivo de todos é crescer financeiramente para não só bancar a vida pessoal, mas para crescer profissionalmente e manter a boa imagem.
A MF Press Global tem algum convênio com o Facebook? Não existe nenhuma empresa conveniada ao Facebook. Uma multinacional tão grande como o Facebook, dono do Instagram, não faria laços com nenhuma outra empresa colocando qualquer possível risco na sua credibilidade. A ligação que temos com o Facebook é pelo fato de termos diversos artistas famosos na agência a muitos anos e também trabalharmos com mídia social.
Como uma pessoa consegue o selo de verificação? O selo de verificação é um selo que comprova que você é você. Ele é dado a pessoas públicas e relevantes.
Uma pessoa comum consegue o selo de verificação? Não existe pessoas comuns, existem pessoas que não investem em uma assessoria de imprensa para serem notadas. Isso é uma questão de marketing pessoal. Quem não é visto não é lembrado. Toda e qualquer pessoa tem um talento. Já assessorei até corretor de plano de saúde e ele hoje é um dos mais requisitados. Para o selo é necessário argumentações.
Quais são essas “argumentações” para se conseguir o selo? Juntamos dados pessoais e matérias na imprensa. Mas não adianta juntar matérias em sites que não tenham relevância ou artigos publicitários. Os sites de notícias e jornais precisam ser relevantes para que seja reconhecido. E precisa de um período nem que seja curto de matérias. Como posso dizer que a pessoa é uma pessoa pública se ela tem apenas uma matéria. Quem é público está sempre na mídia.
Qual o perfil mais fácil de conseguir o selo? Políticos, é o mais fácil, mas tem vários outros perfis que também possui o selo.
Você disse que a MF Press Global trabalha com mídia social, o que exatamente sua empresa faz? Somos uma empresa de assessoria de imprensa, mídia social, press release, consultoria de imagem, marketing, publicidade e web. Por isso temos argumentos para tornar uma pessoa pública, pois trabalhamos tudo o que uma pessoa precisa.
Fiquei sabendo que muitas pessoas que sofreram ‘golpes’ de possíveis “vendedores” de selo o procuram. Pode nos contar mais sobre isso? Há um monte de pessoas que se diz assessor de mídia social e diz que consegue o selo. Estão aproveitando a necessidade das pessoas em adquiri-lo para dar golpes. Não são todos, mas é a maioria. São muitas as pessoas que tomaram prejuízo e a polícia não está sabendo agir por falta de conhecimento. Nos colocamos a disposição para ajudar as autoridades sobre esse assunto.
Como uma pessoa que quer adquirir o selo pode se prevenir de golpes? Não se contrata pessoas e empresas sem histórico atualmente. Tem que buscar mais referências da pessoa ou empresa contratada. Primeiro busquem pessoas que tenham empresas, segundo, pesquise seus nomes na internet, em sites como Reclame Aqui e no Google. Faça uma pesquisa ampla para saber com quem está lidando. Veja quem são seus clientes, tente até mesmo pegar referência com seus clientes. E o principal, nunca pague adiantado.
Chegou a nosso conhecimento que vocês são os recordistas em conseguir selos de verificação, confirma isso? Qual o motivo dessa concentração de selos pela MF Press Global e não por outras empresas? Dizem que somos os recordistas, na verdade muitas agencias de mídia social nos contatam ou nos indicam. Eu prefiro dizer que temos os argumentos que precisam para o selo e somos bons em criar personagem sem parecer algo inventado. Não gosto disso de ter que ter o selo, gosto que a pessoa se preocupe em propagar sua imagem. Isso vale mais que ter um selo. Do que adianta ter um selo e depois buscarem seu nome no Google e não acharem nada de relevante.
Acredito que a concentração se dá pela credibilidade. Estamos a muitos anos no mercado e já nos conhecem, confiam, ter um bom histórico é algo que não tem preço. Sei sim tudo o que precisa para ter argumentos para conseguir o selo. Mas não prometo selos pois quem dá selo é o Facebook e eu não sou o Facebook. E as pessoas precisam entender que para tudo há um investimento e uma força de vontade.
Obrigado pela entrevista Fabiano, caso queiram saber mais informações sobre você e sua empresa onde podem encontrá-lo? Obrigado pelo interesse em um assunto tão importante. Bom, temos sites e rede social, www.pressmf.global, o meu pessoal www.deabreu.pt mas no meu Instagram tem o link do meu WhatsApp onde a pessoa pode falar diretamente comigo que é o @assessorfabianodeabreu.
Fonte: MF Press Global

Sobre o autor | Website

Luca Rocha Moreira, nascido na manhã de 14 de maio, 1998 na cidade de Niterói, filho de Lucia Maria Rocha e Luiz Carlos Falcão Moreira, um designer gráfico que morreu em 2012 vítima de câncer de pulmão. Em 2008, ele foi morar com sua mãe e seu padrasto, o veterinário Vladimir Fernandes, que já era pai de seu irmão Eduardo Rocha, e que alguns anos depois adotou sua irmã mais nova, Camila, em Macapá. Além desses dois, Luca também é irmão de Leonardo e Alexandre Tristão. Seu avô materno era comissário de bordo da Varig, falida em 2006. Iniciou o ensino médio na Escola Técnica Estadual Henrique Lage, onde cursou o técnico integrado em engenharia naval. Em 2015, Moreira começou a fazer um curso de formação de atores profissionais, fazendo testes em aula como ''Navalha na Carne'' do autor Plínio Marcos. Mas depois de cinco meses de treinamento, ele começou a ter problemas com sua classe, pois incomodou seus colegas por não serem tão fáceis de incorporar seus personagens na primeira vez, o que o deprimiu. Ele teve aulas com o professor e ator profissional Alécio Abdon, que participou de algumas novelas da Rede Globo. Sua base de estudos foi através do dramaturgo russo Constantin Stanislavski. Atualmente estudando jornalismo na Universidade Estácio de Sá, iniciou seus estudos acadêmicos em março de 2018, antigamente no curso de publicidade, mais no segundo período, decidiu se mudar para o jornalismo, analisando contato e sua facilidade na área. Lá ele também participou de projetos estudantis, como ter entrado como editor do principal jornal interno da faculdade, ''O Estaciente''. Ali publicou vários artigos que escreveu, como os de Rodrigo Tardelli e Babi Xavier. Em seu tempo no jornal interno da universidade, ele teve a oportunidade de experimentar outros assuntos fora do mundo artístico e celebridades, como as eleições presidenciais no Brasil em 2018, onde ele foi responsável por escrever sobre os quatro candidatos que lideravam a presidência: Jair Bolsonaro, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. Em março de 2016, Luca foi descoberto em sua página no Facebook, no qual veio a mudar de assunto várias vezes, escrevendo assuntos como esportes, nutrição e por fim, sobre cultura, por esse assunto, Moreira foi descoberto por uma produtora de teatro profissional localizada na Barra da Tijuca, onde foi convidado para fazer seu primeiro estágio, ainda cursando o ensino médio. Seis meses depois, fez um acordo para divulgar o filme ''O Grande Circo Místico'', dirigido pelo premiado diretor Cacá Diegues, que por causa de um problema, o fez renunciar a sua posição. Naquela época, Luca conhecia seus primeiros contatos com o meio profissional, como a atriz Rayssa Bratillieri, que mais tarde fez a personagem Pérola Mantovani em “Malhação – Vidas Brasileiras”. Primo dos atores Giulliana Succine e Miguel Rivas, sempre ajudou Giulliana com sua assessoria, que em dezembro de 2017, se juntou a Esdras Ribeiro, que na época possuía um conjunto de sites, onde ele começou a escrever seus primeiros assuntos como colunista. Sua primeira tentativa de escrever uma entrevista foi com o ator Pedro Carvalho, que estava no auge de sua carreira com a novela ''Escrava Mãe'', exibida pela Record TV. Seu primeiro artigo profissional foi lançado no dia 30 de janeiro de 2017, quando conheceu a atriz Malu Falangola, que estava na Rede Globo naquela época. Após uma curta temporada como o extinto ''Almanaque Mídia'', ele recebeu a infeliz notícia de que o portal estaria fechando devido a problemas de gestão. Uma semana depois, Daniel Neblina, um jornalista de Brasília que já estava o observando, o chamou para entrar no ”RegistroPOP'', onde ele teve o reconhecimento de seu trabalho decolando com artistas como Adriano Alves, Larissa Manoela, Thomaz Costa, Larissa Maciel, Sophia Abrahão e Lua Blanco. Em 11 de maio de 2018, depois de ficar mais de um ano na redação, ele já havia feito história em mais de 9 portais diferentes. Em março de 2018, iniciou sua carreira internacional, quando entrevistou a cantora americana Megan Nicole, de quem gostava desde a infância. Um tempo depois veio a atriz Violett Beane, estrela da série ''The Flash''. Cinco meses depois da entrevista com Beane, conheceu através do Facebook, a atriz Chloe Lang, que entre os anos de 2013 e 2014, interpretou a personagem Stephanie Meanswell na série infantil LazyTown, exibida pelo Discovery Kids, indo ao ar em setembro daquele ano.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.