Fantástico 16/07/2017 – Dráuzio Varella tira dúvidas sobre saúde feminina

Publicidade

1
Foto: Divulgação

No Fantástico deste domingo, dia 16/07, Dráuzio Varella tira dúvidas sobre saúde feminina. Entre os diversos métodos anticoncepcionais disponíveis no mercado, a pílula é, com larga vantagem, o preferido das brasileiras. Cerca de 61% delas (mais de 14 milhões de mulheres), tomam este contraceptivo no país. É quase o dobro das que optam pela camisinha, cerca de 36%.

Apesar de o medicamento ser considerado seguro e eficaz pela classe médica, relatos de casos de trombose têm assustado. No ‘Fantástico’ deste domingo, dia 18, o médico Dráuzio Varella conversa com mulheres que passaram por complicações após o uso da pílula, discute com especialistas as melhores alternativas e ressalta que a melhor opção para cada mulher deve ser avaliada individualmente.

A combinação de progesterona com estrogênio, os hormônios que compõem a medicação, pode provocar alterações no sistema de coagulação do sangue, que facilitam a formação de trombos no interior da veia. Porém, apenas uma pequena parcela da população corre esse risco.

Além disso, fatores como obesidade, tabagismo, varizes, doenças pulmonares e cardíacas precisam ser levados em consideração pelo médico para concluir se a paciente corre ou não esse risco. A trombose venosa é fenômeno raro: apenas um caso para cada mil mulheres, mas o número aumenta para de dois a quatro casos entre as que tomam pílula.

Também no ‘Fantástico’ dessa semana, Alvaro Pereira Jr. retrata as dificuldades enfrentadas por cientistas para iniciar ou dar sequência a projetos desenvolvidos em universidades e centros de pesquisa do país. Crise econômica, cortes sucessivos de orçamento e falta de interesse público são alguns dos fatores responsáveis pela decadência da ciência brasileira.

Entre os estudos afetados estão as pesquisas de doenças neurológicas, como Alzheimer e Mal de Parkinson; o programa espacial e a pesquisa agrícola. Hoje parada, uma pesquisa sobre como aumentar os nutrientes do arroz e do feijão faz parte de um projeto mundial para aumentar a quantidade de zinco nos alimentos. Já o veículo lançador de satélites, que durante 35 anos foi o grande objetivo do programa espacial, foi deixado de lado.

Na série Fant360, Renata Ceribelli mostra, em 360 graus, o trabalho de um centro que cuida de animais ameaçados de extinção na África. “Partimos da história de uma mulher, de uma família muito rica, que investiu a herança em cuidados com animais ameaçados de extinção”, conta Renata Ceribelli. O objetivo do Centro de Estudos e Recuperação de Espécies Ameaçadas de Extinção, o HESC, é dar condições para que os animais se desenvolvam e possam ser devolvidos à vida selvagem.

Você pode conferir isso logo após mais uma edição do “Domingão do Faustão”, começando a partir das 21h, na Rede Globo.

Compartilhar

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário