Programação da TV Bernardo Vieira

Lifetime estreia polêmica minissérie sobre R. Kelly, Surviving R. Kelly, nesta sexta-feira (15/03)

Lifetime estreia polêmica minissérie sobre R. Kelly, Surviving R. Kelly, nesta sexta-feira (15/03)

A Lifetime Brasil começa a exibir nesta sexta-feira, 15 de março de 2019, a polêmica minissérie sobre o cantor R. Kelly, Surviving R. Kelly.

Após sua exibição nos Estados Unidos, que registrou recorde de audiência e tornou-se um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, diversas celebridades se posicionaram contra o músico, e até se desculparam por terem colaborado com o artista, caso de Lady Gaga, Celine Dion, John Legend, Chance the Rapper e da banda Phoenix, entre muitos outros.

Sobreviver a R. Kelly conta tudo sobre o escândalo que envolve um dos mais celebrados e controversos cantores de R&B de todos os tempos, e que hoje está em todos os portais de notícias devido às sérias acusações de abuso sexual e conduta inapropriada com garotas menores de idade. A minissérie do LIFETIME dá voz a dez vítimas e revela segredos que o público ainda não conhece.

R. Kelly, que há alguns dias esteve na cadeia e saiu graças a uma fiança milionária, enfrenta fortes acusações e o questionamento permanente de quem um dia colaborou com ele ou o admirou como artista. Por meio do LIFETIME, pela primeira vez, as vítimas e mulheres do círculo íntimo de R. Kelly ganham voz e compartilham suas histórias.

Março é o Mês da Mulher, e o LIFETIME compartilha com sua audiência os depoimentos destas valentes vítimas na minissérie Sobreviver a R. Kelly, e as celebra por sua integridade ao estarem prontas para contar a todos sua verdade e revelar segredos da vida do artista.

Os depoimentos trazem novas acusações a respeito dos abusos sexuais, psicológicos e físicos de R. Kelly. Foram registrados dez casos de vítimas, por meio de 52 entrevistas, entre elas, com a ativista de direitos civis Tarana Burke, e com os músicos John Legend e Sparkle.

Também participam a apresentadora Wendy Williams, a ex-esposa do cantor, Andrea Kelly, sua ex-noiva Kitti Jones, seus irmãos Cary e Bruce Kelly, bem como outras pessoas que foram próximas a ele e que têm o firme propósito de revelar seu polêmico passado, desde os anos 1970.

Sobreviver a R. Kelly tem produção executiva da cineasta, crítica cultural e ativista Dream Hampton, Tamara Simmons, Joel Karlsberg e Jesse Daniels, para a Kreativ Inc, em parceria com Bunim/Murray Productions (BMP), e Brie Miranda Byant, do LIFETIME.

A série reforça o compromisso do LIFETIME em oferecer uma plataforma para dar voz às mulheres vítimas, conscientizar e buscar uma solução à problemática dos casos de abuso e assédio.

LIFETIME exibe os seis episódios da série de 15 a 17 de março, sexta a domingo:

15/3, sexta-feira, às 20h40 – Ídolo do R&B
À medida que a fama do cantor R.Kelly aumenta, também cresce o seu poder como ícone do R&B. Ele aproveita para estabelecer relações com cantoras e bailarinas menores de idade. No entanto, nem sequer os boatos de seu casamento com Aaliyah, de apenas 15 anos, conseguem deter o seu meteórico sucesso.

15/3, sexta-feira, às 21h30 – Escondido em plena luz do dia 
O casamento com a jovem Aaliyah é anulado. Enquanto isso, a carreira de R. Kelly continua prosperando até ele alcançar o topo dos rankings musicais. Após uma cerimônia realizada em absoluto segredo, uma talentosa coreógrafa se transforma na nova mulher do cantor.

16/3, sábado, às 20h40 – O vídeo proibido
Um grupo de jornalistas denuncia uma série de litígios e acordos secretos que envolvem R. Kelly com garotas menores de idade. E, para piorar ainda mais sua situação, surge um vídeo sexual que deixa o famoso cantor em uma situação muito comprometedora. Quem poderá defendê-lo agora?

16/3, sábado, às 21h30 – O povo contra R. Kelly
Depois que um vídeo comprometedor envolvendo uma garota menor de idade se tornar público, R. Kelly é enviado para julgamento na cidade de Chicago e enfrenta múltiplas acusações por sua participação na produção de pornografia infantil. Que espécie de condenação ele vai receber?

17/3, domingo, às 20h40 – Todas as garotas desaparecidas
R. Kelly é acusado pelos pais de várias garotas que participaram de seu acampamento de canto. Eles acreditam que as meninas sejam psicológica e sexualmente abusadas pelo cantor. Uma das mães se recusa a perder sua filha e faz tudo o que está ao seu alcance para recuperá-la.

17/3, domingo, às 21h30 – Justiça para elas
Enquanto os abusos sexuais de outros famosos tornam-se públicos, as reclamações das mulheres ganham mais força e as vítimas do cantor têm coragem de denunciá-lo. Terá chegado a hora de R. Kelly pagar por seus crimes? Ou continuará escapando da justiça?

A exibição está prevista para ser exibida a partir das 20h40 na Grande São Paulo, assim como em todo o Brasil.

Sobre o autor | Website

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.