Luca Entrevista Autor

Luca Moreira entrevista a apresentadora Marcela Monteiro do “Vídeo Show”

Luca Moreira entrevista a apresentadora Marcela Monteiro do “Vídeo Show”

Nascida no Rio de Janeiro, Marcela Monteiro é bastante eclética quando se fala de suas habilidades artísticas. Além de ser atriz, trabalha como jornalista, tem talento como bailarina e ainda apresenta, e isso tudo começou na dança. Ainda quando criança, iniciou suas primeiras aulas de ballet na escola de dança Maria Olenewa, formando-se na categoria pela Escola de Dança Petite Danse, chegando a competir profissionalmente.

Sua vontade de seguir carreira na televisão começou quando foi trabalhar no programa “Xuxa Park” da Rede Globo , no qual se manteve até o término em 2001. Iniciou seus estudos de teatro aos olhos de grandes profissionais como Márcio Augusto, Cininha de Paula e Flávio Colatrello Jr., para que pudesse se aproximar mais das câmeras e um dia aplicar o seus conhecimentos como apresentadora.

Na época em que iniciou sua carreira como atriz, participou de 10 peças teatrais, além de novelas como “Malhação”, “Sete Pecados” e “O Profeta”, onde fez a personagem Dóris.

Após seus grandes sucessos na interpretação, iniciou a sua graduação em jornalismo na PUC-RJ, ainda com a intenção de realizar seu sonho de apresentadora, aprendendo técnicas mais voltadas para o segmento. Após alguns anos, foi chamada para fazer um teste no programa de variedades “Vanguarda Mix”, se tornando apresentadora.

Depois, Marcela foi trabalhar com Ana Maria Braga no programa “Mais Você”, sendo esse um outro grande marco de sua carreira. Desde 2013, ela é integrante do grupo de repórteres do “Video Show”.

Quando foi o seu começo na carreira de bailarina? E de onde veio sua paixão pela dança?

Eu comecei no ballet com uns 5 anos, bem pequenininha mesmo. Meus pais me colocaram em uma escola de dança, aí conforme cresci, fui entendendo melhor e me divertindo com esse universo. Segui e me formei como bailarina.

 O início de sua vida na televisão foi marcada pelo “Xuxa Park”. Guarda lembranças da época?

Eu tenho uma memória afetiva muito forte da época do Xuxa Park. Foi onde eu aprendi o que era um estúdio de TV, como aquilo tudo funcionava. Essa fase foi importante porque me trouxe a certeza do ofício que eu queria para a minha vida. A partir daí eu tracei metas, estudei, me dediquei e comecei a construir a minha carreira como apresentadora.

Nos seus estudos no teatro, você teve aulas com grandes nomes como Márcio Augusto e Cininha de Paula. Como é sua experiência com o estudo das artes?

Eu me apaixonei pela atuação. Uma arte tão difícil, delicada, intensa, envolvente. Coleciono belos momentos dessa época, tanto no teatro como na televisão e uso muito do que eu aprendi com essa experiência no meu trabalho hoje.

Com um perfil bastante eclético, que envolve tanto a atuação, a dança e a apresentação, acredita que uma habilidade influencie a outra de alguma maneira?

Uma das belezas da vida é que você vai agregando conhecimentos e isso é maravilhoso. A dança me trouxe uma disciplina e uma consciência corporal importantíssima, por exemplo. E o teatro também me ajuda com o raciocínio rápido e improviso (para citar apenas alguns pontos) que eu uso constantemente, principalmente quando estou ao vivo.

Com uma estória bastante extensa no teatro, tanto com peças infantis como adultas, quais são as principais observações que tem entre o planejamento de um público para o outro? A dificuldade é diferente?

Quando você está em um palco a entrega é a mesma. Tanto em uma peça infantil como em uma adulta. Muda o texto, obviamente, porque o público é diferente. Cada um tem as suas características. Mas os dois são “vivos”, com resposta na hora e desafios estimulantes para todo ator.

Foi a partir de qual ponto que seu interesse pelo jornalismo começou a surgir? A profissão de apresentadora já estava em seus planos?

A profissão de apresentadora já era um objetivo e eu queria estar preparada para quando aparecesse uma oportunidade. Então, achei que a faculdade de jornalismo me ajudaria nisso…e de fato ajudou! Indico para todo mundo!

Como foi receber o convite para apresentar o “Vanguarda Mix”?

Na verdade, eu que mandei vários currículos para a Rede Vanguarda, hahaha. Um dia (acho que eles perceberam que eu não ia desistir hahah) e me chamaram para uma entrevista! E o Sr Boni falou que precisava de uma apresentadora para o “Vanguarda Mix”, perguntou se eu queria fazer um teste. Aceitei na hora, fui e passei! Foram dois anos e meio aprendendo muito do que eu sei hoje. Sou extremamente grata pela oportunidade e confiança que depositaram em mim.

Ainda durante o “Vanguarda Mix”, foi morar sozinha pela primeira vez em São José dos Campos. Como foi passar por essa adaptação?

Primeira vez morando sozinha e em uma cidade onde eu não conhecia absolutamente nada, nem ninguém. Mudança grande, mas foi ótimo, em todos os sentidos. Um divisor de águas na minha carreira. E desafiador no lado pessoal também. Só tenho a agradecer!

Logo quando voltou ao Rio, conseguiu uma vaga no “Mais Você” da Rede Globo. Esse início foi importante para sua entrada no “Video Show”?

Sim, muito importante. Primeiro, trabalhar com Ana Maria Braga e toda a equipe do “Mais Você” já foi um privilégio enorme. Depois, acho que foi, também, uma bela chance de mostrar o meu trabalho. Eles puderam conhecer melhor o que eu faço e acompanhar mais de perto.

Na internet também aconteceram alguns projetos de direção, que a levaram a realizar um curso em Los Angeles. Fale-nos um pouco como foi.

O curso em Los Angeles foi simplesmente incrível, melhor do que eu esperava. O nome do que eu fiz é “filmmaking”. Eu aprendi pontos muito interessantes sobre todo o processo do áudio visual. Eu estudei e fiz câmera, luz, roteiro, casting, edição e ainda dirigi nos Estúdios de Hollywood. Muito sensacional haha.

Pensa em voltar para atuação algum dia?

Meu objetivo é seguir na carreira de apresentadora. Se aparecer algo bacana na área de atuação, uma participação legal, quem sabe? Mas só se for possível conciliar as duas coisas.

Sobre o autor | Website

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.