Luca Entrevista Luca Moreira

Luca Moreira recebe Aretha Oliveira em sua coluna

Luca Moreira recebe Aretha Oliveira em sua coluna

Conhecida por ter interpretado a personagem Pata na versão original de “Chiquititas”, a atriz Aretha Oliveira, iniciou sua carreira de atriz aos 5 anos na novela ‘Brasileiros e Brasileiras” do SBT.

Com o remake sendo exibido na emissora, Oliveira além de relembrar a época nos bastidores das gravações, faz uma grande comparação com as duas versões, destacando que a história dos anos 90 foi mais lúdica e mágica. Considera a nova versão, com um clima mais modernizado e muito bem adaptada aos dias de hoje.

Atualmente, a atriz segue com o projeto de seu canal no YouTube, onde dá dicas sobre cabelos, e principalmente sobre como cuidar dos seus cachos, que foi um dos grandes pedidos que recebeu de seus fãs.

Quando sua carreira artística teve inicio?

Comecei a carreira artística aos 5 anos, com uma novela no SBT, chamada “Brasileiros e Brasileiras”.

Com apenas 12 anos, começou a fazer sucesso com a novela Chiquititas, gravada em Buenos Aires. Ainda guarda lembranças de quando viveu a personagem Pata? Qual a principal diferença que percebeu ao comparar a novela original com o remake atual?

As lembranças da época de Chiquititas são muitas e lindas. Foi uma época muito especial, morávamos em outro país durante as gravações, por isso nos tornamos família, era tudo muito intenso. Sobre as diferenças com o remake, a sensação que eu tenho, é que na versão original era tudo mais lúdico, mais mágico. Como a nova versão foi bem adaptada aos dias de hoje, chegou toda a questão da tecnologia por exemplo, que na nossa não teve.

De onde veio a ideia de criar o canal no YouTube?

Eu sempre recebia muitas mensagens de meninas pedindo dicas de cabelo, querendo saber como eu cuidava dos meus cachos. Um dia fiz uma postagem sobre isso que foi muito comentada, muitas marcações… Percebi o quanto este tema parece comum, mas ainda precisa ser muito falado, esclarecido, o quanto as mulheres de cabelo crespo e cacheado, ainda precisam de muita informação sobre seu próprio cabelo. Senti que tinha a possibilidade de ajudar de alguma forma, e que não podia fugir disso. Com esse intuito, de ajudar, de falar mais sobre cabelo crespo, eu fui para YouTube, mas quando comecei a criar esse novo espaço, percebi que ele podia ser muito mais amplo e trazer muitos outros temas.

O que a fez escolher o curso de Rádio e TV como sua formação?

Sabemos que ser atriz e ator não é nada fácil, por isso queria abrir novas possibilidades profissionais. Nunca me imaginei distante da área artística, e estar atrás das câmeras, é uma forma de continuar trabalhando com o que amo, apenas de um outro lado.

Infelizmente é muito comum vemos o racismo cada dia mais ativo no meio público e muitos a consideram um grande exemplo de representatividade. Como você vê essa situação nos dias atuais?

Com tristeza claro. É um absurdo que o racismo ainda esteja tão presente na nossa
sociedade, os preconceituosos e racistas, encontraram nas redes um lugar muito
confortável para destilar seu ódio, mas lá também é um lugar onde muitas pessoas, homens e mulheres ganharam mais espaço, mais visibilidade, maior espaço de fala, e assim vemos outros como nós, nos sentimos mais fortes, encontramos outras referencias, nossas vozes se tornam ainda mais poderosas. Pra mim é um presente de Deus, por ter sido referência de tantas meninas, o que eu recebo por isso, é só amor.

Existem planos para um futuro retorno na dramaturgia?

Estou adorando o canal por poder ser eu mesma, pelas pessoas estarem conhecendo a Aretha de hoje, Aretha mulher, de 33 anos, com todas as suas particularidades. Mas tenho sim vontade de voltar a a dramaturgia, vamos ver como será 2019.

Deixe uma mensagem.

Quero deixar um beijo gigante a todos que me acompanham a tantos anos, que torcem por mim e que principalmente me tratam com tanto carinho e respeito. Aproveito para convidar quem ainda não conhece o meu canal “Aretha Oliveira”, que entre e se sinta em casa, estou fazendo todos os vídeos com muito amor, tentando deixar sempre uma mensagem positiva para a nossa caminhada.

Sobre o autor | Website

Luca Rocha Moreira, nascido na manhã de 14 de maio, 1998 na cidade de Niterói, filho de Lucia Maria Rocha e Luiz Carlos Falcão Moreira, um designer gráfico que morreu em 2012 vítima de câncer de pulmão. Em 2008, ele foi morar com sua mãe e seu padrasto, o veterinário Vladimir Fernandes, que já era pai de seu irmão Eduardo Rocha, e que alguns anos depois adotou sua irmã mais nova, Camila, em Macapá. Além desses dois, Luca também é irmão de Leonardo e Alexandre Tristão. Seu avô materno era comissário de bordo da Varig, falida em 2006. Iniciou o ensino médio na Escola Técnica Estadual Henrique Lage, onde cursou o técnico integrado em engenharia naval. Em 2015, Moreira começou a fazer um curso de formação de atores profissionais, fazendo testes em aula como ''Navalha na Carne'' do autor Plínio Marcos. Mas depois de cinco meses de treinamento, ele começou a ter problemas com sua classe, pois incomodou seus colegas por não serem tão fáceis de incorporar seus personagens na primeira vez, o que o deprimiu. Ele teve aulas com o professor e ator profissional Alécio Abdon, que participou de algumas novelas da Rede Globo. Sua base de estudos foi através do dramaturgo russo Constantin Stanislavski. Atualmente estudando jornalismo na Universidade Estácio de Sá, iniciou seus estudos acadêmicos em março de 2018, antigamente no curso de publicidade, mais no segundo período, decidiu se mudar para o jornalismo, analisando contato e sua facilidade na área. Lá ele também participou de projetos estudantis, como ter entrado como editor do principal jornal interno da faculdade, ''O Estaciente''. Ali publicou vários artigos que escreveu, como os de Rodrigo Tardelli e Babi Xavier. Em seu tempo no jornal interno da universidade, ele teve a oportunidade de experimentar outros assuntos fora do mundo artístico e celebridades, como as eleições presidenciais no Brasil em 2018, onde ele foi responsável por escrever sobre os quatro candidatos que lideravam a presidência: Jair Bolsonaro, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. Em março de 2016, Luca foi descoberto em sua página no Facebook, no qual veio a mudar de assunto várias vezes, escrevendo assuntos como esportes, nutrição e por fim, sobre cultura, por esse assunto, Moreira foi descoberto por uma produtora de teatro profissional localizada na Barra da Tijuca, onde foi convidado para fazer seu primeiro estágio, ainda cursando o ensino médio. Seis meses depois, fez um acordo para divulgar o filme ''O Grande Circo Místico'', dirigido pelo premiado diretor Cacá Diegues, que por causa de um problema, o fez renunciar a sua posição. Naquela época, Luca conhecia seus primeiros contatos com o meio profissional, como a atriz Rayssa Bratillieri, que mais tarde fez a personagem Pérola Mantovani em “Malhação – Vidas Brasileiras”. Primo dos atores Giulliana Succine e Miguel Rivas, sempre ajudou Giulliana com sua assessoria, que em dezembro de 2017, se juntou a Esdras Ribeiro, que na época possuía um conjunto de sites, onde ele começou a escrever seus primeiros assuntos como colunista. Sua primeira tentativa de escrever uma entrevista foi com o ator Pedro Carvalho, que estava no auge de sua carreira com a novela ''Escrava Mãe'', exibida pela Record TV. Seu primeiro artigo profissional foi lançado no dia 30 de janeiro de 2017, quando conheceu a atriz Malu Falangola, que estava na Rede Globo naquela época. Após uma curta temporada como o extinto ''Almanaque Mídia'', ele recebeu a infeliz notícia de que o portal estaria fechando devido a problemas de gestão. Uma semana depois, Daniel Neblina, um jornalista de Brasília que já estava o observando, o chamou para entrar no ”RegistroPOP'', onde ele teve o reconhecimento de seu trabalho decolando com artistas como Adriano Alves, Larissa Manoela, Thomaz Costa, Larissa Maciel, Sophia Abrahão e Lua Blanco. Em 11 de maio de 2018, depois de ficar mais de um ano na redação, ele já havia feito história em mais de 9 portais diferentes. Em março de 2018, iniciou sua carreira internacional, quando entrevistou a cantora americana Megan Nicole, de quem gostava desde a infância. Um tempo depois veio a atriz Violett Beane, estrela da série ''The Flash''. Cinco meses depois da entrevista com Beane, conheceu através do Facebook, a atriz Chloe Lang, que entre os anos de 2013 e 2014, interpretou a personagem Stephanie Meanswell na série infantil LazyTown, exibida pelo Discovery Kids, indo ao ar em setembro daquele ano.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.