Mick Jagger visita Cuba e aumenta rumores sobre show

Publicidade

0

(ANSA) – 15 anos depois do ex-Beatle Paul McCartney, o músico britânico Mick Jagger está visitando Cuba, no que é considerado um passo decisivo para um possível primeiro show da banda Rolling Stones em Havana em março de 2016. A apresentação, que está em negociação, segundo revelou recentemente o guitarrista Keith Richards, seria o esquecimento definitivo da indiferença cubana com o rock, que até pouco tempo atrás era visto com desconfiança por ter nascido nos EUA.

Segundo o jornal “Granma”, Jagger, de 72 anos, percorreu com um de seus filhos diversos locais célebres da capital cubana. “A lenda viva do rock and roll passeou pelas ruas do centro histórico de Havana”, disse o periódico. O veículo também afirmou que a banda quer fazer um show na ilha como parte de sua próxima turnê pela América Latina. Ainda de acordo com o “Granma”, foi Richards quem mencionou a possibilidade de que o espetáculo se celebre no próximo mês de março.

“Gostaríamos de visitar Cuba agora que a situação está mudando. É um lugar que deu grandes contribuições culturais para o mundo inteiro. Seria interessante estar lá, porque é um local novo para todos nós e seguramente também seremos uma novidade para eles. As negociações avançam, e quando houver uma confirmação, faremos com que saibam”, disse o guitarrista.
O músico também contou que o atual baixista do grupo, Darryl Jones, “influenciou muito no interesse da banda em se apresentar em terras cubanas porque já esteve em Havana com o grupo The Dead Daisies, em fevereiro deste ano”.

Os promotores estatais cubanos disseram que estão dispostos a receber os grandes do rock, mas advertiram em mais de uma ocasião que não podem pagá-los.

Compartilhar

Deixe um comentário