Otimismo é a palavra chave da próxima novela das 18h, ‘Êta Mundo Bom!’

Publicidade

0

Com estreia em janeiro, notícias de Êta Mundo Bom!, substituta de Além do Tempo, começam a ser divulgadas. A trama, escrita por Walcyr Carrasco, com direção geral e de núcleo de Jorge Fernando, será estrelada por Candinho (Sérgio Guizé), moço bonito do interior que está sempre feliz.

Com muita comédia, romance e drama, Êta Mundo Bom! se passa no final dos anos 40 e tem no filme Candinho, protagonizado por Mazzaroppi (1912-1981), sua principal inspiração. “O roteiro do filme foi baseado no romance Cândido, de Voltaire, com muito humor caipira, estilo que eu gosto muito e revisito sempre que possível. Quis trazer novamente as raízes, o humor, a ingenuidade e os valores desta época”, afirma Carrasco.

Na história, Candinho foi tirado da mãe após nascer e acolhido pelo casal Cunegundes (Elizabeth Savalla) e Quinzinho (Ary Fontoura), donos de uma fazenda no interior de São Paulo. Anos depois, empregado nessa casa, é expulso por se apaixonar pela primogênita, Filomena (Débora Nascimento).

Orientado pelo amigo Pancrácio (Marco Nanini), ele segue para capital em busca de sua mãe biológica. A mãe, que a esta altura é uma viúva milionária, também sonha em reencontrar o filho, mas a sobrinha Sandra (Flávia Alessandra) fará de tudo para atrapalhar o reencontro, pois não quer perder o posto de única herdeira.

Além da intensa busca pela mãe, Candinho também vai lutar com todas suas armas pelo amor de Filomena, que agora mora na capital e vive uma relação com o possessivo Ernesto (Eriberto Leão). “Nessa novela, especialmente, tenho tentado fazer do set um lugar de prazer e energia positiva, o verdadeiro Êta Mundo Bom!, diz o diretor.

Compartilhar

Deixe um comentário