Famosos Luca Moreira

Pathy dos Reis fala sobre nova experiência com o programa “PãoDeCast”

Pathy dos Reis fala sobre nova experiência com o programa “PãoDeCast”
Aos 28 anos, uma das youtubers mais amadas pelo público da comédia, Pathy dos Reis, vai cada vez mais além da plataforma de vídeos. Há mais de 8 anos na internet, seu público alcança mais de 5 milhões de fãs.
Movida por uma paixão enorme pela arte e pela comunicação, lançou em 2015 seu primeiro livro “Blasfêmia”. Estreou em 2016 no cinema, dublando a personagem Stella em “Angry Birds: O Filme”, e no ano seguinte, integrou o elenco da comédia “Internet – O Filme”.
Pathy já apresentou projetos nos canais Multishow e na antiga MTV Brasil. Atualmente está ao lado de Leandro Neko apresentando o projeto “PãoDeCast“.
Como foi o seu começo como atriz?
Eu não me considero atriz porque não tenho formação pra isso, mas essa vontade de interpretar personagens veio desde de muito pequena. Na época da escola quando fazia teatro e ganhou mais forma quando entrei no Galo Frito.
Sobre o programa “PãoDeCast”, como está sendo essa migração da produção de vídeo para o áudio apenas?
Está sendo um experiência muito legal e diferente pra mim. Acostumada a trabalhar com vídeos a anos ter que dar vida aos sentimentos só com a voz esta sendo bem desafiador mas muito bacana. Fazer um podcast é muito terapêutico e divertido, porque pra mim é um grande bate papo com o Neko, que as vezes eu me empolgo em falar que nem vejo o tempo passar.
Lançado no ano passado, o longa “Internet – O Filme” reuniu vários youtubers em um só projeto no cinema. Como foi participar desse elenco e estar contracenado lado-a-lado com essa galera?
Fazer um filme com toda certeza é uma parada muito foda! Desculpa ai o palavrão, mas não consegui pensar em nada além disso pra descrever hahahaha. Trabalhar com amigos sempre é muito divertido, ainda mais com uma galera que eu conheço há anos. Então foi uma experiência muito louca que me rendeu boas risadas.
O que te inspirou a escrever o livro “Brasfêmia”?
Eu sempre gostei muito de ler livros de suspense e terror desde de pequena, e sempre sonhei em um dia conseguir dar vida aos meus próprios personagens.Criar uma historia e ver ela se materializando é muito incrível! Meu escritor favorito é o Stephen King e por que não seguir a minha inspiração né? Foi então que conversando com a minha amiga de infância Maria Carolina e compartilhando com ela essa ideia é que ela topou dar vida a Claire nossa personagem principal e encarar esse desafio de fazer um livro juntas.
obre o YouTube, você obteve um grande destaque através do Galo Frito. Como era trabalhar com o Mederi Corumbá e com Tiago Cadore?
Trabalhar com os meninos do Galo Frito sempre foi muito legal! Trabalhei durante 4 anos do lado dos dois e aprendi muito sobre vídeo e internet com eles nesse tempo, olhar tudo que eu construí e consegui do lado deles me aquece o coração. Nós sempre nos demos muito bem, até mesmo depois da minha saída e da mudança pra São Paulo, sempre seguimos sendo amigos.
Desenvolvendo cada vez mais o seu lado como artista, pensa em ingressar na televisão um dia?
Já fiz alguns programas no Multishow lá no começo da minha carreira e também já participei de alguns programas de TV mas esse nunca foi meu sonho. Acho muito legal, mas é uma vida que eu não sonho e nunca sonhei. Se um dia surgir oportunidade de um projeto bacana de novo quem sabe hahaha
No ano de 2016, estreou no Brasil a animação “Angry Birds – O Filme”, onde deu voz a personagem Stella. Como foi essa nova experiência na dublagem?
Dar vida a personagens usando apenas a voz é um trabalho incrível! Eu fiquei muito feliz com esse convite, porque era uma coisa que eu nunca pensei em fazer, até porque não achava a minha voz boa o suficiente pra isso, mas que no final me deu um orgulho enorme de ter feito. Dubladores são pessoas mágicas, porque olha não é fácil transmitir tudo que se precisa transmitir usando apenas a sua voz.
Como está sendo gravar com Leandro Neko?
Ahh o Neko é gente boa demais! Fiquei muito feliz quando ele me chamou pra participar desse projeto com ele, porque a gente já era amigo de role, mas se vendo toda semana, trocando ideia, falando a vida e planejando o crescimento do PaoDeCast nossa amizade cresceu mais ainda. Ele é um guri muito gente boa que me faz falar gauches e que é extremamente pilhado e organizado o que faz com que eu ache que eu sou meio desorganizada as vezes hahaha
Quais são suas inspirações no trabalho?
Putz, complicado falar uma inspiração uma vez que eu me inspiro em varias coisas. Vou pular pra próxima porque essa realmente eu não sei responder. Posso falar minha mãe? HAHAHHA
Refletindo sobre toda sua jornada na carreira que construiu na internet, voltaria atrás em algum ponto?
Analisando a minha vida e a minha carreira com a idade que eu tenho hoje e a minha cabeça de hoje eu com toda certeza faria mil coisas diferentes. Mas talvez se voltasse atras em algum ponto, mudasse alguma decisão ou fizesse alguma coisa de diferente eu não seria quem eu sou hoje e talvez não teria conseguido as coisas que eu consegue. Porque é fácil depois de anos, ver os erros ou acertos e querer mudar, mas isso mudaria quem a gente é e ficaríamos em um looping infinito de mudanças.
Deixe uma mensagem.
Quase tudo vai dar certo! E tudo bem também se não der, segue a vida.
Segue o PãoDeCast nas redes sociais e vem desgraçar a mente com a gente toda segunda 🙂 Acho que era isso heim!

Divulgação

Sobre o autor | Website

Luca Rocha Moreira, nascido na manhã de 14 de maio, 1998 na cidade de Niterói, filho de Lucia Maria Rocha e Luiz Carlos Falcão Moreira, um designer gráfico que morreu em 2012 vítima de câncer de pulmão. Em 2008, ele foi morar com sua mãe e seu padrasto, o veterinário Vladimir Fernandes, que já era pai de seu irmão Eduardo Rocha, e que alguns anos depois adotou sua irmã mais nova, Camila, em Macapá. Além desses dois, Luca também é irmão de Leonardo e Alexandre Tristão. Seu avô materno era comissário de bordo da Varig, falida em 2006. Iniciou o ensino médio na Escola Técnica Estadual Henrique Lage, onde cursou o técnico integrado em engenharia naval. Em 2015, Moreira começou a fazer um curso de formação de atores profissionais, fazendo testes em aula como ''Navalha na Carne'' do autor Plínio Marcos. Mas depois de cinco meses de treinamento, ele começou a ter problemas com sua classe, pois incomodou seus colegas por não serem tão fáceis de incorporar seus personagens na primeira vez, o que o deprimiu. Ele teve aulas com o professor e ator profissional Alécio Abdon, que participou de algumas novelas da Rede Globo. Sua base de estudos foi através do dramaturgo russo Constantin Stanislavski. Atualmente estudando jornalismo na Universidade Estácio de Sá, iniciou seus estudos acadêmicos em março de 2018, antigamente no curso de publicidade, mais no segundo período, decidiu se mudar para o jornalismo, analisando contato e sua facilidade na área. Lá ele também participou de projetos estudantis, como ter entrado como editor do principal jornal interno da faculdade, ''O Estaciente''. Ali publicou vários artigos que escreveu, como os de Rodrigo Tardelli e Babi Xavier. Em seu tempo no jornal interno da universidade, ele teve a oportunidade de experimentar outros assuntos fora do mundo artístico e celebridades, como as eleições presidenciais no Brasil em 2018, onde ele foi responsável por escrever sobre os quatro candidatos que lideravam a presidência: Jair Bolsonaro, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. Em março de 2016, Luca foi descoberto em sua página no Facebook, no qual veio a mudar de assunto várias vezes, escrevendo assuntos como esportes, nutrição e por fim, sobre cultura, por esse assunto, Moreira foi descoberto por uma produtora de teatro profissional localizada na Barra da Tijuca, onde foi convidado para fazer seu primeiro estágio, ainda cursando o ensino médio. Seis meses depois, fez um acordo para divulgar o filme ''O Grande Circo Místico'', dirigido pelo premiado diretor Cacá Diegues, que por causa de um problema, o fez renunciar a sua posição. Naquela época, Luca conhecia seus primeiros contatos com o meio profissional, como a atriz Rayssa Bratillieri, que mais tarde fez a personagem Pérola Mantovani em “Malhação – Vidas Brasileiras”. Primo dos atores Giulliana Succine e Miguel Rivas, sempre ajudou Giulliana com sua assessoria, que em dezembro de 2017, se juntou a Esdras Ribeiro, que na época possuía um conjunto de sites, onde ele começou a escrever seus primeiros assuntos como colunista. Sua primeira tentativa de escrever uma entrevista foi com o ator Pedro Carvalho, que estava no auge de sua carreira com a novela ''Escrava Mãe'', exibida pela Record TV. Seu primeiro artigo profissional foi lançado no dia 30 de janeiro de 2017, quando conheceu a atriz Malu Falangola, que estava na Rede Globo naquela época. Após uma curta temporada como o extinto ''Almanaque Mídia'', ele recebeu a infeliz notícia de que o portal estaria fechando devido a problemas de gestão. Uma semana depois, Daniel Neblina, um jornalista de Brasília que já estava o observando, o chamou para entrar no ”RegistroPOP'', onde ele teve o reconhecimento de seu trabalho decolando com artistas como Adriano Alves, Larissa Manoela, Thomaz Costa, Larissa Maciel, Sophia Abrahão e Lua Blanco. Em 11 de maio de 2018, depois de ficar mais de um ano na redação, ele já havia feito história em mais de 9 portais diferentes. Em março de 2018, iniciou sua carreira internacional, quando entrevistou a cantora americana Megan Nicole, de quem gostava desde a infância. Um tempo depois veio a atriz Violett Beane, estrela da série ''The Flash''. Cinco meses depois da entrevista com Beane, conheceu através do Facebook, a atriz Chloe Lang, que entre os anos de 2013 e 2014, interpretou a personagem Stephanie Meanswell na série infantil LazyTown, exibida pelo Discovery Kids, indo ao ar em setembro daquele ano.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.