Paul McCartney revela que parou de fumar maconha para dar bom exemplo

Publicidade

0

Paul McCartney revelou que ele desistiu de fumar maconha depois de usar a droga por cerca de quatro décadas. O ex-Beatle disse que tomou a decisão porque ele não queria dar um mau exemplo para seus cinco filhos e oito netos. Paul já havia dito que prefere um copo de vinho ou uma “boa margarita”.

“Eu não faço mais isso. Por quê? A verdade é que eu realmente não quero dar o exemplo aos meus filhos e netos. Isso é coisa de pai”, disse ele em entrevista ao site Mirror. McCartney teria sido apresentado a maconha por Bob Dylan em meados dos anos sessenta, dois anos depois que os Beatles lançou seu álbum de estréia. “A última vez que eu fumei foi há muito tempo atrás”, completou.
O músico já foi multado por posse de cannabis na Suécia em 1972 e foi acusado de “cultivo ilegal” depois que a polícia descobriu a planta em sua fazenda escocesa no início do ano seguinte. Em 1980, ele passou 10 dias na cadeia no Japão depois que funcionários encontraram maconha em sua bagagem. Nesta ocasião, ele foi libertado sem acusações.

Compartilhar

Deixe um comentário