Programação da TV Bernardo Vieira

Poder em Foco – 26/08/2018: Cármen Lúcia

Poder em Foco – 26/08/2018: Cármen Lúcia

Poder em Foco deste domingo, 26 de agosto, recebe a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia.

Os jornalistas convidados para a entrevista são Frederico Vasconcelos, da Folha de S. Paulo, Claudio Dantas, do site “O Antagonista” e Daniel Adjuto do SBT. Encerrando um mandato de dois anos no próximo dia 13 de setembro, ela fala sobre eleições, benefícios aos juízes, sistema prisional e outros assuntos.

Sobre haver um golpe em curso no Brasil, ela diz: “golpe se tem quando há uma ruptura institucional. A palavra golpe é exatamente empregada na ciência política e no direito nesse sentido de ruptura. E as instituições no Brasil estão funcionando”.

A ministra analisa a forma de nomeação para uma cadeira no supremo e declara: “quanto à forma de indicação, já se pensou nisso no Brasil e acho que é possível se repensar. Não porém como um instrumento para calar o poder judiciário, principalmente no supremo, que tem dado respostas que nem sempre agradam a todo mundo”.

“A tendência é haver uma presença muito maior dos cidadãos no momento da sabatina”, completa. “É difícil pensar em um outro modelo de indicação porque qual seria ele? Por exemplo, ser indicado por partidos políticos?”, pondera.

Cármen Lúcia fala sobre a aprovação do aumento de dezesseis por cento no salário para os ministros do STF e diz: “eu achava que a oportunidade é que não era, exatamente em razão das dificuldades brasileiras, das dificuldades econômicas, financeiras e fiscais, mas eu sempre acato o que a maioria delimita”.

Ela também comenta as visitas aos presídios que passaram por rebeliões: “eu tive tanto empenho, andei tanto por esse país, fui a tantas penitenciárias para ver lá junto com os juízes responsáveis as condições. Havia lugares em que as pessoas diziam exatamente isso: não há como entrar porque não há nem grade”.

Tudo isso e muito mais você pode conferir a partir das 00h no SBT.

Sobre o autor | Website

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.