Profissão Repórter – 13/06/2017: brasileiros que se estimulam na corrida

Publicidade

0
Profissão Repórter
Imagem: Globo/Divulgação

Profissão Repórter desta quarta-feira, 13 de junho, fala sobre os brasileiros que se estimulam na corrida.

A alta taxa de abandono escolar é um dos índices que têm prejudicado a expansão da escolaridade no Brasil, uma realidade apresentada pelo programa.

“O programa tem três eixos: um que trata sobre violência; outro sobre trabalho e gravidez precoce; e outro em que tento registrar os alunos que abandonam a escola por falta de interesse”, explica a repórter Danielle Zampollo, que encontra na zona leste de São Paulo uma praça cheia de adolescentes que largaram os estudos ou que raramente vão à escola.

O local foi indicado pela própria escola pública da região, onde muitos alunos deveriam estar regularmente matriculados. Paulinho, de 12 anos, tem problemas com faltas e já acumula três repetências no ensino fundamental.

“Acompanhamos um dia de aula dele e fomos à casa dele, que tem uma estrutura familiar bastante delicada. A mãe é analfabeta; o irmão, que era sua principal referência, está detido na Fundação Casa. A irmã mais velha abandonou a escola porque engravidou e a mais nova repetiu por faltar demais”, conta Danielle.

O programa mostra como a escola tem se organizado diante do problema. A repórter acompanha a coordenadora que, com a ajuda do corpo pedagógico, percorre o bairro e bate de porta em porta para se apresentar e conhecer os motivos das faltas. Profissionais da educação tentam explicar o principal motivo por trás da falta de interesse.

“Eles dizem que a culpa não é do aluno, e sim do investimento da estrutura escolar, da qualidade do ensino e dos professores, que muitas vezes estão mal preparados. Se o aluno já tem um grau de aprendizagem mais baixo que os outros, provavelmente isso deve se arrastar durante os anos”, explica Danielle.

O ‘Profissão Repórter’ vai a Alagoas, o estado com a maior evasão escolar no ensino fundamental do país. Desinteresse, trabalho, gravidez e violência são as quatro principais causas de abandono das salas de aula. Numa turma com apenas três alunos do EJA (Educação de Jovens e Adultos), a repórter Mayara Teixeira conhece Lucileide, uma estudante decidida a seguir em frente:

“Eu comecei a estudar esse ano. Comecei outros anos, só que eu desisti. Desisti porque morava com um homem que não deixava eu estudar. Aí, deixei o homem e voltei para os estudos. Graças a Deus!”.

Mayara, por sua vez, reconhece a importância de tratar sobre o tema: “Nosso intuito é falar da importância do estudo na vida das pessoas, que, muitas vezes, entram na vulnerabilidade porque não têm uma opção de vida diferente. A educação quebra esse ciclo”.

Já Caco Barcellos, em viagem ao Ceará, visita a maior escola de Jangurussu, o bairro mais pobre de Fortaleza. O repórter mostra como a guerra entre facções criminosas apavora os moradores e aument

Você pode conferir o programa logo após a última rodada do Campeonato Brasileiro antes da pausa para Copa do Mundo.

Compartilhar
Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário