Programa Bem Estar 07/12/2017 – Acidentes Domésticos

Publicidade

0
Foto: Divulgação

Sabe aquela sopradinha no olho pra tirar um cisco, que na verdade é quase um gesto de carinho? O Bem Estar desta quinta-feira, 7 de dezembro, mostrou que isso é perigoso. O sopro pode levar bactérias e infeccionar o olho. O oftalmologista Dr. Pedro Carricondo explicou o assunto e falou também sobre o descolamento de retina, mais comum depois dos 50 anos. O importante é prestar atenção nos sintomas.

Já viu aquelas arminhas de brinquedo que atiram com uma borrachinha macia? Elas podem se tornar uma verdadeira ameaça porque atingem 100 km/h. E se acertar no olho de alguém? Você sabe o que fazer? A Dra. Ana sabe e explicou tudo pra gente.

Saiba mais

Acidentes domésticos são mais comuns do que se imagina e isso acontece porque muitos materiais utilizados no dia a dia parecem que não oferecem perigo, mas podem causar danos severos à visão. Além dos objetos, topadas e quedas são bastante comuns também.

As crianças são as principais vítimas, mas os adultos também podem machucar os olhos por acidente e até mesmo por distração. Idosos costumam se acidentar e muitas vezes, pela queda, ferem os olhos. Por isso, a casa deve estar preparada para os idosos para evitar os tombos (retirar tapetes, iluminação adequada, ajudam). Pessoas que já sofreram acidentes e ou até que já perderam a visão de um dos olhos, precisam de cuidado redobrado.

A recomendação é evitar coçar os olhos, pois isso pode facilitar o aparecimento de infecções e irritar muito mais os olhos. Nos USA é muito comum as pessoas utilizarem materiais de proteção (óculos, máscara e luvas) para realizar pequenos reparos domésticos, com o uso da furadeira, por exemplo. Se isso fosse uma prática aqui no Brasil, muitos dos acidentes poderiam ser evitados, pois geralmente acontecem de forma “boba e inocente”, quase por distração.

Lesões e arranhões além da dor, também causam vermelhidão, visão embasada e lacrimejamento. Compressas geladas podem ajudar.

Principais acidentes: perfurações no globo ocular com objetos pontiagudos como lápis, facas, garfos e fósforos. A dica é manter esses objetos sempre fora do alcance das crianças. Caso aconteça alguma coisa, proteja o olho com uma gaze, sem apertar, e corra para o pronto-socorro.

– Perfurações com acidentes de estilhaço de vidro. No caso de corte no olho, é preciso cobrir com algo que não aperte, apenas proteja, como um copinho de café por exemplo. A pessoa deve correr para o pronto socorro para evitar danos maiores.

– Queimaduras. Cuidado com as panelas. Mantenha-as fechadas para evitar que o líquido respingue e cause alguma queimadura nos olhos. Queimaduras provocadas por “espirros” de óleo de fritura são comuns e podem causar queimaduras superficiais, mas que deixam cicatrizes.

– Fumantes. Um simples descuido pode causar uma queimadura ocular, cuidado.

– Fogos de artificio. Muito comuns nas festas de fim de ano, também entram na lista.

– Produtos de limpeza. Podem respingar nos olhos até mesmo quando a pessoa está distraída. Os produtos são tóxicos e caso atinjam os olhos, o procedimento deve ser lavar com água corrente fria por muitas vezes (muitas mesmo). Depois de lavar, o ideal é cobrir o olho e correr para o pronto socorro. A lesão pode ser superficial, mas dói muito e se o produto for muito tóxico ele pode começar a penetrar nos olhos, danificar a córnea , lesar os vasos e até causar necrose no olho. Os piores acidentes com produtos de limpeza são causados por soda cáustica usada para limpar pedras de piscina e produtos com cal. Um exemplo comum de acidente são aqueles causados em obras de construção, onde a água misturada com cal cai nos olhos dos trabalhadores. Isso é bem dolorido e os pedacinhos de cal ficam grudados nos olhos.

Apresentado por Mariana Ferrão e Fernando Rocha nas manhãs de segunda a sexta, o programa tem a participação fixa de médicos e de especialistas das mais diversas áreas.

O programa vai ao ar às 10h09, na Rede Globo.

Compartilhar

Deixe um comentário