Renata Spallicci explica que é preciso alternar os estímulos dos exercícios

Publicidade

0
Foto: MF Press Global

Renata Spallicci, que sofria bullying na infância e hoje é chamada de “Executiva Sarada” por seu corpo impecável, explica que praticar a mesma atividade física e fazer a mesma dieta por muito tempo faz com o que o corpo se acostume e não produza melhores resultados.

“O corpo humano se adapta muito rápido, e uma orientação que recebo dos profissionais que me acompanham é alternar os estímulos tanto do treino quanto da dieta para conseguir obter maiores resultados. Vejo muitas pessoas que treinam direitinho, fazem uma alimentação equilibrada, mas acabam não tendo o resultado esperado. Uma possibilidade é elas não estarem dando novos estímulos ao corpo. Alternar o ritmo cardíaco durante a pratica dos exercícios ajuda a queimar gordura. Quanto menor o percentual e gordura e maior o percentual de massa magra mais nosso metabolismo se torna acelerado favorecendo um corpo definido. Nosso corpo tende a se adaptar a uma frequência ou uma intensidade de treino rapidamente, então a dica é alternar o estimulo do treino para tirar o corpo da zona de conforto, detalha a atleta profissional WBFF, coach, blogueira, escritora e empreendedora que lançou recentemente o programa de emagrecimento “Finalmente Magro”, produto online que tem duração de seis semanas.

“A conclusão que eu cheguei sobre o emagrecimento, incentivando milhares de pessoas por uma vida mais saudável, é de que as pessoas não querem abrir mão das comidas gostosas, do lazer, de dormir um pouco mais ao invés de ir à academia… Entendo que isso acontece porque muitos não têm um propósito claro. Às vezes as pessoas querem emagrecer para ficar com a autoestima melhor, para entrar naquela roupa que ela há tempos não entra, mas isso não é mais forte do que as renúncias que ela terá que fazer. Quando você tem um propósito forte consegue se manter firme. O propósito está diretamente ligado com o autoconhecimento, você precisa saber o que te move! Uma causa para uma mãe ou um pai querer emagrecer pode ser ter mais saúde e qualidade de vida para poder aproveitar o filho, ou uma pessoa que quer melhorar o desempenho no trabalho ou alguém que simplesmente quer viver melhor os próximos anos da vida”, diz a morena de 35 anos.

“E mesmo que o propósito seja apenas estético, como entrar em um determinado vestido, isso precisa ser forte. Precisa ser algo que a pessoa não queira abrir mão e assim consiga colocar em prática as mudanças necessárias para uma nova rotina de treino e de alimentação, ou seja, um novo estilo de vida”, pontua Renata Spallicci.

Compartilhar

Deixe um comentário