Rei Davi, segunda-feira dia 14/12/2015: Esbaal quer ir à guerra, mas Ainoã pede a Saul que não permita

Publicidade

0

Resumo da novela Rei Davi, segunda-feira dia 14/12/2015 – Capítulo 21

Esbaal quer ir à guerra, mas Ainoã pede a Saul que não permita. O rei assim o faz pensando em garantir a continuidade de sua família. Ainoã pergunta o que a feiticeira disse e Saul se surpreende. Ele se irrita por ela estar sabendo. Abner vai dar um último adeus a Rispa. Ele afirma não ter certeza de que voltará da batalha. Ela fica abalada. Não resiste ao beijo e diz que também o ama. Aquis se recusa acreditar que Davi o trairá na batalha. O rei filisteu conversa com Davi, que finge não entender o receio dos príncipes. Aquis não pode ir contra a vontade dos príncipes e dispensa Davi. Saul e seus soldados se despedem quando Jonatas chega e diz que não vai deixar seu pai sozinho no campo de batalha. Saul tenta impedir, mas percebe que não conseguirá. Jonatas se coloca ao lado do pai. Saul fica feliz com sua companhia. Eles montam seus cavalos e o exército parte. Davi conta aos seus companheiros que Aquis o dispensou, mas seu plano de ajudar o exército de Saul permanece. Nesta hora entra Itai, todo machucado. Ele conta sobre o ataque dos amalequitas a Ziclague.

Davi chega com Urias, Aitofel, Eliã, Itai e seus soldados à cidade que está completamente destruída. Um homem velho diz que a culpa é toda de Davi e alguns filisteus sobreviventes começam a se aproximar com raiva. Sob pedras atiradas por eles, Davi, que pede para Joabe chamar Abiatar e foge a cavalo. Soldados filisteus e hebreus estão alinhados, prontos para a batalha. Davi diz a Abiatar que está preocupado com Saul e Jonatas. Ele pede que o sacerdote consulte Deus para dizer se ele deve perseguir os amalequitas que atacaram Ziclague. Deus se manifesta pelas pedras Urim e Tumin. Ele quer que Davi vá atrás dos amalequitas. Davi convoca seu exército para caçá-los. Urias e Eliã correm para alcançar Davi. Aitofel traz um egípcio ferido e diz a Davi que ele revelará a localização os amalequitas. Saul e seus homens estão temerosos enquanto Aquis e os príncipes estão certos da vitória. O egípcio reconhece Davi como o homem que matou Golias.

Compartilhar

Deixe um comentário