Retrô: confira as curiosidades da primeira versão de “Dona Xepa”

Publicidade

0

“Dona Xepa” foi exibida entre 24 de maio a 24 de outubro de 1977, com 132 capítulos. Substituiu “À Sombra dos Laranjais”, de Benedito Ruy Barbosa e Sylvan Paezzo, e substituída por “Sinhazinha Flô”, de Lafayette Galvão. Teve direção-geral de Herval Rossano.

SINOPSE

A história narra o cotidiano de Dona Xepa (Yara Cortes), uma feirante que cria sozinha os filhos Edson (Reinaldo Gonzaga) e Rosália (Nívea Maria). Apesar das dificuldades financeiras, Xepa faz de tudo para educar os filhos da melhor maneira possível. Os dois ascendem socialmente e passam a ter vergonha da mãe.

Edson quer ser escritor, mas encontra dificuldades para entrar no mercado de trabalho.

Rosália tem como meta de vida se casar com um homem rico e bem-sucedido e rejeita a paixão que sente por seu vizinho Daniel (Edwin Luisi). Ela se casa com Heitor (Rubens de Falco), cuja madrasta, a socialite falida Glorita (Ana Lúcia Torre), humilha Xepa sempre que pode.

CURIOSIDADES

  • O enredo foi inspirado em peça homônima de Pedro Bloch.
  • A novela consagrou a atriz Yara Côrtes, que interpretou a personagem-título, que lhe marcou a carreira.
  • O diretor Herval Rossano já viveu o filho de Xepa, Edson, na versão para cinema da novela, em 1959.
  • Diferentemente das novelas antecessoras no horário que eram de época, “Dona Xepa” era baseada numa obra contemporânea.
  • As cenas externas foram gravadas no Mercado de São Cristóvão, na Estrada Velha da Tijuca e no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Os planos gerais do movimento da feira foram feitos na praça General Osório, em Ipanema.
  • A novela foi vendida para cerca de 10 países. Obteve excelente audiência, em meados de 1981, em Portugal, através da SIC, fazendo com que o então primeiro-ministro Mário Soares esperasse da novela para anunciar novas medidas econômicas no país.
  • Em 2013, a Record produziu uma nova versão, adaptada por Gustavo Reiz, com Ângela Leal vivendo a feirante. A novela não obteve os índices esperados pelo canal naquela época, em torno de 10 pontos, e fechou com 7 de média-geral.

AUDIÊNCIA

A novela alcançou a maior audiência da história da faixa das 18h, e foi responsável por transferir Gilberto Braga para o horário nobre, onde no ano seguinte, escreveu “Dancin’ Days”, um dos maiores sucessos da história do canal e das telenovelas no país.

Terminou com cerca de 47 pontos de média-geral, superando “Escrava Isaura”, que assumia o posto de maior audiência da história da faixa até então. A novela tem a terceira maior média de toda a faixa, sendo superada por “Mulheres de Areia” (1993) e A Gata Comeu” (1985), que alcançaram 50 e 56 pontos, respectivamente.

24/05 a 28/05/1977 ** 45 35 49 44 30 = 41
30/05 a 04/06/1977 34 49 41 40 49 38 = 42
06/06 a 11/06/1977 43 40 42 ** 43 37 = 41
13/06 a 18/06/1977 38 41 41 46 41 36 = 41
20/06 a 25/06/1977 40 39 45 41 40 44 = 42
27/06 a 02/07/1977 42 51 42 43 42 38 = 43
04/07 a 09/07/1977 37 45 41 43 44 36 = 41
11/07 a 16/07/1977 37 45 45 45 40 42 = 42
18/07 a 23/07/1977 55 48 46 49 48 35 = 47
25/07 a 30/07/1977 48 46 52 45 45 42 = 46
01/08 a 06/08/1977 45 49 51 42 48 40 = 46
08/08 a 13/08/1977 44 51 48 40 53 40 = 46
15/08 a 20/08/1977 50 48 41 49 54 51 = 49
22/08 a 27/08/1977 47 44 49 54 49 43 = 48
29/08 a 03/09/1977 50 50 48 54 43 38 = 47
05/09 a 10/09/1977 54 56 ** 50 47 42 = 50
12/09 a 17/09/1977 51 51 49 43 57 47 = 50
19/09 a 24/09/1977 57 55 60 50 51 49 = 54
26/09 a 01/10/1977 61 50 51 52 45 ** = 52
03/10 a 08/10/1977 54 ** ** 56 52 45 = 52
10/10 a 15/10/1977 46 55 56 50 55 52 = 52
17/10 a 22/10/1977 56 57 47 58 57 48 = 54
24/10 a 24/10/1977 54 ** ** ** ** ** = 54

** – Dados não encontrados/disponíveis.

REAPRESENTAÇÃO

“Dona Xepa” abriu a faixa do “Vale a Pena Ver de Novo”, exibida entre 5 de maio e 14 de novembro de 1980. Foi responsável por abrir a faixa de reprises, no ar até hoje.

Foi reapresentada também num compacto de uma hora e meia em 28/01/1980, como atração do “Festival 15 Anos”, apresentado por Yara Côrtes.

Compartilhar
Redator. Apaixonado por séries e música. Escreveu no N10 Entretenimento entre 19 de maio de 2016 e 23 de fevereiro de 2017.

Deixe um comentário