Sensacional – 14/05/2018: Beto Jamaica e Compadre Washington

Publicidade

0
Sensacional
Imagem: RedeTV!/Divulgação

No Sensacional deste quinta-feira, 14 de junho, tem uma entrevista especial com Beto Jamaica e Compadre Washington.

A apresentadora Daniela Albuquerque recebe no palco do ‘Sensacional’ desta quinta-feira (14) os cantores Compadre Washington e Beto Jamaica, do ‘É o Tchan’.Durante o bate-papo descontraído, a dupla fala sobre seus quase 40 anos de amizade e relembra histórias divertidas da trajetória do grupo, como a mudança do nome ‘Gera Samba’, que os fez parar em uma delegacia em Aracaju (SE).

Com auge do sucesso entre os anos 90 e 2000, o ‘É o Tchan’ conquistou o público com suas letras bem-humoradas e suas coreografias. Sobre a decisão de trazer dançarinos para o grupo, Beto Jamaica revive: “O Jacaré a gente já tinha contato, porque ele dançava muito no Olodum, aí nós o convidamos. A Débora [Brasil], primeira morena do Tchan, quem convidou foi o Cal Adan, nosso produtor. E a Carla [Perez] foi num show da gente, aí a chamei para dançar. Foi aí que ela subiu e deu o maior show lá”.

Questionados se teriam retornado ao ‘É o Tchan’ por amor ou dinheiro, eles explicam que sentiam necessidade de estar perto dos filhos e por isso deixaram a banda, mas confessam que os gastos também ajudaram na decisão de voltar aos palcos. “A questão financeira também pegou, porque de onde você tira e não bota, fica faltando”, diz Compadre Washington. “A gente vive da música. Somos apaixonados pelo trabalho que nós criamos, por esse filho que fizemos”, completa Beto.

Sobre pensar em ter mais filhos, Washington, que é pai de 10, brinca: “Se alguém quiser ter filho comigo e assinar um documento dizendo ‘eu não quero pensão, não quero nada’, porque pensão é que dá problema”. O cantor ainda destaca que o pagamento das pensões aos filhos e seu plano de saúde são suas prioridades.

Tudo isso e muito mais você pode conferir logo após o “TV Fama“, começando a partir das 22h45, na RedeTV!.

Compartilhar
Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário